Villa-Lobos, ”soldados da borracha” e precursor da aviação entrarão no Livro dos Heróis da Pátria

0
9

O compositor e maestro Heitor Villa-Lobos terá seu nome inscrito no Livro dos Heróis da Pátria. A homenagem, proposta no Projeto de Lei da Câmara (PLC) 128/2010, é determinada pela Lei 12.455/11, publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (27). No último dia 18 também foram publicadas leis para inscrição no livro dos Soldados da Borracha – nome dado aos seringueiros que foram para a Amazônia na 2ª Guerra Mundial – e do inventor Júlio Cezar Ribeiro de Souza.

A homenagem a Villa-Lobos, sugerida pelo ex-deputado Dr. Talmir, foi aprovada na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado (CE) no dia 14 de junho. Nascido no Rio de Janeiro, em 1887, Villa-Lobos escreveu sua primeira canção aos 12 anos, em 1899. A primeira audição pública de suas obras ocorreu em 1915. Entre suas principais composições estão as séries Choros e Bachianas Brasileiras. Villa-Lobos morreu em novembro de 1959, aos 72 anos.

Os Soldados da Borracha são cerca de 65 mil brasileiros que, durante a 2ª Guerra Mundial, foram para a Amazônia trabalhar na retirada de látex. Apesar de não terem participado de combates, os seringueiros tiveram de enfrentar condições adversas, recebendo por isso a denominação. A homenagem aos trabalhadores foi proposta no PLC 10/2011,

da deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), aprovado na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado (CE) no dia 7 de junho.

O cientista e inventor paraense Júlio Cezar Ribeiro de Souza (1843-1887) desenvolveu, na década de 1880, as bases teóricas da aerodinâmica da navegabilidade aérea. As experiências do pesquisador, baseadas na observação do voo dos pássaros, foram reconhecidas por instituições científicas de diversos países. A indicação do nome do cientista foi feita no PLC143/2010, do ex-deputado Paulo Rocha (PT-PA), também aprovado pela CE em 7 de junho.

História do Livro

De acordo com a Lei 11.597/07, o Livro dos Heróis da Pátria, depositado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, em Brasília, destina-se ao registro perpétuo do nome dos brasileiros ou de grupos de brasileiros que tenham oferecido a vida à Pátria, para sua defesa e construção, com excepcional dedicação e heroísmo. A distinção só pode ser concedida no mínimo 50 anos depois da morte do homenageado.

Desde 2007, foram apontados para inclusão no Livro dos Heróis da Pátria 22 indivíduos ou grupos, sendo os homenageados mais recentes os heróis da Revolução Constitucionalista de 1932 Mário Martins de Almeida, Euclydes Bueno Miragaia, Dráusio Marcondes de Souza e Antônio Américo de Camargo Andrade.

Fonte:

http://www.folhadointerior.com.br/v2/page/noticiasdtl.asp?t=VILLA-LOBOS,+%94SOLDADOS+DA+BORRACHA%94+E+PRECURSOR+DA+AVIA%C7%C3O+ENTRAR%C3O+NO+LIVRO+DOS+HER%D3IS+DA+P%C1TRIA+&id=32325

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here