Tanques para refrigeração de leite

0
235
Equipamentos de resfriamento de leite

É importante que a consistência e a qualidade do leite não mudem durante o armazenamento. A fim de armazenar o leite e manter sua alta qualidade, é essencial ter equipamentos de resfriamento adequados. Para determinar o tipo apropriado de equipamento de resfriamento, as seguintes perguntas devem ser respondidas:

  • Qual é o volume diário de leite?
  • Qual é o número de ordenhas para armazenamento (capacidade total de armazenamento)?
  • Qual capacidade de resfriamento é necessária?
  • Qual é a temperatura ambiente?
  • Quais são as opções adequadas para garantir um resfriamento eficiente?

Desempenho de resfriamento e de agitação

Fatores críticos aqui são o número de ordenhas, temperatura ambiente e tempo de resfriamento de leite.

  • O número (2) designa um tanque para duas ordenhas
  • O número (4) designa um tanque para quatro ordenhas
  • O número (6) designaum tanque para seis ordenhas
Classificação temp. Temp. de desempenho(TD) em °C Temp. operacional segura (TOS) em °C
A

B

C

38

32

25

43

38

32

TD, Temperatura de Desempenho – temperatura ambiente a ser usada ao medir a temperatura de resfriamento do leite.

TOS, Temperatura Operacional Segura – limite mais alto da variação de temperatura ambiente na qual o equipamento deve funcionar.

Tempo de resfriamento do leire (de 35°C a 4°C)
Classificação Horas
0

I

II

III

2

2.5

3

3.5

0 – tempo máximo de resfriamento de 2 horas
I – tempo máximo de resfriamento de 2,5 horas
II – tempo máximo de resfriamento de 3 horas
III – tempo máximo de resfriamento de 2,5 horas

Por exemplo, o equipamento de resfriamento com o código 2BII destina-se a um tanque para duas ordenhas, com capacidade resfriamento calculada a uma temperatura ambiente de 32 ºC. O tempo de resfriamento (35 ºC – 4 ºC) para cada ordenha irá demorar menos de três horas.

Na prática, a capacidade de resfriamento necessária fica mais baixa quando o número de ordenhas fica maior. Isso ocorre porque o volume de leite relativo adicionado é menor.

Voltar

Taxa de resfriamento de leite

Se um tanque para duas ordenhas está vazio, ou contém 50% de seu volume nominal a 4 °C e então são acrescentados 50% do volume em uma batelada a 35 °C, todo o leite deve ser resfriado a 4 °C sem ultrapassar o tempo resfriamento específico.

Com quatro ordenhas, as respectivas fases do tanque são: vazio, 25%, 50%, 75% e 100% respectivamente. Com seis ordenhas: vazio, 16.7%, 33.3%, 50%, 66.7%, 83.3% e 100% de seu volume nominal para as mesmas temperaturas.

Curso da temperatura do leite durante o armazenamento no tanque (período de 72 horas).

Material .

Podem ser usados diversos materiais para construir um tanque de resfriamento de leite, sendo que cada um dele tem suas vantagens e desvantagens.

Material Vantagens Disvantagens
Aço Inox – não enferruja
– fácil de limpar
– fácil de montar
– não arranha
– a prova de choque
– a prova de ácidos
Sintéticos – leveza
– fácil de montar
– a prova de choque
– a prova de ácidos
– arranha facilmente
– difícil de limpar
– mais caro
– difícil de adaptar
Aço esmaltado – não enferruja
– fácil de limpar
– não arranha
– mais caro
– não é a prova de choque
– de difícil reparo

Vantagens e desvantagens dos materiais utilizados para a construção de tanques de expansão.

Geral

Materiais em contato com a água de limpeza e substâncias químicas precisam ser resistentes aos agentes de limpeza e desinfecção em condições normais de dosagem e temperatura. A razão é evitar a contaminação do leite.

Aço inoxidável

O principal elemento de liga no aço inoxidável é o cromo (CR), o qual em concentrações acima de 12 – 13% forma uma camada passiva no metal. Aumentar o conteúdo de cromo leva a uma passividade mais forte e assim a uma resistência mais alta à corrosão. Embora o cromo faça parte do aço inoxidável, ele não resiste a certos ambientes mais agressivos. Portanto, são acrescentados outros elementos para modificar a estrutura, propriedades mecânicas e resistência à corrosão. Estes elementos são o Níquel (NI), Molibdênio (Mo), Nitrogênio (N) e o Cobre (Cu). O aço inoxidável está disponível em muitas quantidades diferentes. A maioria dos tanques de leite atendemo padrão de qualidade AISI 304, e em casos especiais AISI 316.

Limpeza

A limpeza não pode ser ignorada. A limpeza cuidadosa de um sistema de resfriamento de leite evita contaminações, enquanto que o resfriamento retarda o crescimento bacteriano e os processos químicos. Evitar o crescimento bacteriano através do resfriamento rápido e boa limpeza garante um bom retorno de qualquer investimento.
Devido à natureza do leite, é necessário limpar o equipamento de ordenha ao final de cada sessão. Isto significa que toda a instalação deve ficar sem resíduos de leite, eliminando dessa forma a principal condição de vida das bactérias, a presença de alimento. Altas temperaturas e desinfecção completa da instalação destroem a maioria das bactérias.

Higiene externa

– Limpe o tanque com uma solução de água e um detergente apropriado para
limpeza
– Preste atenção à tampa e juntas de borracha.
– Limpe a válvula com uma escova e verifique o estado das juntas de borracha.

Higiene da unidade de condensação

– Certifique-se de que haja alimentação suficiente de ar fresco
– Remova o pó, feno, teias de aranha, etc.

Áreas que precisam ser verificadas durante a limpeza do equipamento de resfriamento

– Superfícies internas devem estar lisas e limpas
– Locais escuros, e onde a água se misturou com gordura e ficou em gotas.
– A pá do agitador.
– O tanque interno. Se necessário, limpe com uma escova.

Meios de resfriamento

Para o resfriamento do leite, são usados principalmente agentes halogênicos de resfriamento. Estes são indicados pela letra “R” (significando refrigerante), seguido de um código. Este código dá as proporções dos seguintes elementos no meio de resfriamento:

– Carbono [C]
– Hidrogênio [H]
– Flúor [F]
– Cloro [Cl]

Os agentes halogênicos de resfriamento têm como características:
– Na fase de vapor são inodoros e não irritantes
– Não são venenosos (exceto por fogo aberto)
– Não causam corrosão
– Não são inflamáveis nem explosivos.

R significa meio de resfriamento

R12
O primeiro meio de resfriamento amplamente utilizado. Por causa dos efeitos na camada de ozônio, e a influência negativa dos gases do efeito estufa, ele não é mais permitido. Sua produção foi interrompida.
Ponto de ebulição = [1 x 105 Pa] (°C) – 30.%

R22
Atualmente o meio de resfriamento artificial mais usado. Sua desvantagem é que ainda tem um pouco de efeito na camada de ozônio (5% de R12).
Ponto de ebulição = [1 x 105 Pa] (°C) – 40 %

R134a
Substituto do R12, que não agride a camada de ozônio. Suas desvantagens são que requer óleo especial e que é bastante difícil de mudar uma instalação existente de R12 para uma R134a.
Ponto de ebulição = [1 x 105 Pa] (°C) – 26.5 %

R404a
Substituto do R22, que não agride a camada de ozônio. Suas desvantagens são que requer óleo especial e que é bastante difícil de mudar uma instalação existente de R22 para uma R404a.
Ponto de ebulição = [1 x 105 Pa] (°C) – 46.4 %

R407c
Substituto do R22, que não agride a camada de ozônio. Suas desvantagens são que requer óleo especial e que é bastante difícil de mudar uma instalação existente de R22 para uma R407c.
Ponto de ebulição = [1 x 105 Pa] (°C) – 44.%

R507
Substituição para R22, que não agride a camada de ozônio. Suas desvantagens são que requer óleo especial e que é bastante difícil de mudar uma instalação existente de R22 para uma R507.
Ponto de ebulição = [1 x 105 Pa] (°C) – 46.5 %

Normas para tanques de resfriamento de leite

Exigências e normas para tanques de resfriamento de leite:
TAMPAS
As operações de abrir, fechar e travar requerem uma ação positiva. Não deve ser possível abrir, fechar e travar acidentalmente.

AGITADORES
Nenhuma parte perigosa do agitador deve entrar em contato com o operador. Partes desprotegidas estarão presentes no eixo do agitador, com exceção das lâminas do agitador e acessórios do sistema de limpeza.

ESTABILIDADE
O tanque deve ser construído de maneira que, sob condições operacionais normais, não incline ou se mova quando submetido a uma força externa de 750N aplicado em qualquer ponto acessível.

ISOLAMENTO TÉRMICO
O tanque deve possuir um isolamento térmico de forma que o leite a 4 °C não exceda 7 °C dentro de 12 horas quando o volume nominal estiver em repouso, sem refrigeração.

CONGELAMENTO DO LEITE
Quando o tanque estiver sendo usado, não deverá haver formação de gelo no fundo do tanque durante o resfriamento ou armazenamento.

AGITAÇÃO DO LEITE
A operação do agitador não deve fazer com que o leite extravase quando o tanque estiver com até 100% de seu volume nominal. O agitador deve produzir uma distribuição uniforme de gordura no leite num tempo operacional não superior a 2 minutos e, depois disso, o leite deve ficar em descanso por 15 minutos.

Fonte: www.delaval.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here