Setor de citros da Argentina deve se recuperar

0
3
pixel2013 (CC0), Pixabay

19/02/2019

O mais novo relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) indicou que a produção de citros da Argentina deve se recuperar na próxima safra. De acordo com o USDA, além da produção, as exportações de limão, laranja e tangerina também devem registrar números positivos.

“Para a safra de 2018/2019, o relatório prevê uma recuperação da produção de limão fresco para 1,60 milhões de toneladas métricas com produção de citrinos doces estimada em 500.000 toneladas para laranjas e 280.000 toneladas para as tangerinas”, diz o texto.

Nesse cenário, as exportações de limão fresco deverão aumentar para 290.000 toneladas, enquanto as exportações de laranja e tangerina caem para 50.000 toneladas e 30.000 toneladas, respectivamente. Depois de recuperar o acesso ao mercado em 2017, a Argentina exportou 10.640 toneladas métricas de limões frescos para os EUA em 2018, com as exportações em 2019 esperando continuar uma tendência ascendente.

“Consumo doméstico de limões para o ciclo 2018/2019 está previsto inalterado nas 100.000 toneladas do ano anterior, com consumo de laranja e tangerina mergulhando para 230.000 toneladas e 150.000 toneladas, respectivamente, devido a reduções na oferta e demanda interna”, indica.

Assim como em 2017/2018, a área plantada com limões deverá permanecer inalterada em 48.000 hectares, em linha com as estimativas oficiais, sem mudança esperada para 2018/2019. “No entanto, a remoção e a reposição de árvores são projetadas para aumentar a proporção de plantas por hectare e melhorar a eficiência produtiva e os rendimentos”, conclui o USDA.

 

Fonte: Agrolink