Secretaria buscará recursos junto à União para tecnologias de suporte à rastreabilidade bovina

0
3
11/07/13
A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa) irá firmar parcerias para disputar recursos do Governo Federal para o desenvolvimento de tecnologias de suporte ao programa de rastreabilidade. Uma reunião com este objetivo foi realizada nesta terça-feira (09), em Porto Alegre. 

Participaram do encontro representantes da Ceitec, empresa ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Mcti), que desenvolve e produz circuitos integrados para aplicações específicas, com a Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs) e com a Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro). Conforme o secretário adjunto da Agricultura, Claudio Fioreze, o debate girou em torno da definição de um modelo de proposta para atender o edital Finep Inova Agro.

O coordenador de Políticas Públicas da Seapa, Dilson Bisognin, que é responsável por estruturar a proposta para participação do edital, destacou que é preciso “intensificar as ações em prol da rastreabilidade”. De acordo com ele, o edital prevê investimentos reembolsáveis e não reembolsáveis para inovação tecnológica para esta finalidade e foi elaborado para que empresas que tenham perfil, tanto no desenvolvimento de produtos ou processos de inovação, no caso da Secretaria, para rastreabilidade bovina.

No entanto, o objetivo da reunião desta terça-feira foi definir um modelo de como a Seapa, por meio de empresas privadas e instituições cientificas e tecnológicas, poderá propor, de maneira indireta, um projeto que atenda esta proposta, que deve incluir uma rastreabilidade obrigatória, cujos elementos identificadores dos animais sejam gratuitos para o produtor. “A proposta da Seapa visualiza um modelo, que envolva desde o desenvolvimento de um brinco com tecnologia e produção dentro do RS”, disse Bisognin.

O modelo inclui o desenvolvimento de um chip para uma tecnologia e produção dentro do Estado, criação de software para fazer o processo de rastreabilidade, vinculado ao Departamento de Defesa Agropecuária e também a aquisição de outros produtos e equipamentos necessários para a leitura desses dados, inclusive levar rede de lógica para diferentes inspetorias e regiões do Estado do Rio Grande do Sul. O Grupo de Trabalho da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Carne também está envolvido discutindo a implementação da rastreabilidade no Estado.

Plano de apoio Inova Agro
É uma iniciativa destinada à coordenação das ações de fomento à inovação e ao aprimoramento da integração dos instrumentos de apoio disponibilizados por BNDES e FINEP, com a finalidade de apoiar empresas brasileiras no desenvolvimento e no adensamento das cadeias produtivas de insumos para a agropecuária (exceto cana de açúcar), incluindo os agroquímicos, melhoramento genético animal e vegetal, tecnologias associadas à saúde animal, bem como unidades de demonstração.

Texto: Nandressa Tomazetti

Governo do Estado do Rio Grande do Sul