Safra recorde de soja deve impulsionar vendas de defensivos agrícolas

0
4
27/08/14 – 07:06
O setor de defensivos agrícolas deve crescer entre 6% e 9% em 2014, somando algo em torno dos US$ 13 bilhões. A expansão é impulsionada principalmente pela safra recorde de soja, que segundo o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg), representa 51,3% das vendas do segmento (US$ 5,86 bilhões).

“Em 2014 a soja certamente continuará puxando o mercado de defensivos. Há dois anos, ela representava 49% do setor e subiu pouco mais de três pontos percentuais no ano seguinte”, informa o gerente de informação do Sindiveg, Ivan Sampaio.

Em 2013, o setor defensivos agrícolas movimentou US$ 11,454 bilhões. De acordo com o presidente do Sindiveg, Valdemar Fischer, há uma expansão da área cultivada no Brasil, o que aumenta a necessidade de combate às pragas do campo.

A entidade explica que cerca de 60% das vendas do segmento ocorrem entre os meses de agosto e novembro, quando os produtores preparam o plantio de verão. As maiores demandas do setor incluem a cana-de-açúcar (US$ 1,15 milhão em vendas de defensivos, ou 10,1% do mercado), o milho (US$ 1,09 milhão, correspondente a 9,5%) e o algodão, com US$ 1,04 milhão (9,1% do total de insumos comercializados).

“As principais pragas das lavouras são as lagartas Helicoverpa armigera, a falsa medideira e elasmo, nos grãos como soja milho. No algodão, apesar da Helicoverpa, a principal preocupação é com o bicudo do algodoeiro. A mosca branca também está presente em quase todas as culturas agrícolas”, comenta o gerente de informação.

Agrolink