Reunião de Pesquisa debate presente e futuro do complexo soja

0
3

12/08/2014

Aproximadamente 450 profissionais do agronegócio da soja, entre cientistas, técnicos da extensão rural, professores e produtores estarão reunidos na 34ª Reunião de Pesquisa de Soja, a ser realizada pela Embrapa Soja no Hotel Sumatra, em Londrina (PR), nos dias 14 e 15 de agosto. O objetivo do evento é congregar os diferentes segmentos da cadeia produtiva da soja para debater os principais avanços e os problemas ocorridos na última safra de soja, além de subsidiar as definições de prioridades de pesquisa e de transferência de tecnologias. De acordo com o pesquisador César de Castro, da Embrapa Soja, coordenador do evento, essa Reunião é o principal fórum de pesquisa para a análise do complexo agropecuário da soja.

O presidente da Embrapa, Maurício Lopes, ministra a palestra de abertura da Reunião, no dia 14, às 9h, com o tema A inteligência estratégica definindo os rumos da agropecuária brasileira. Lopes tem dito, em seus pronunciamentos, que o horizonte da Embrapa são os próximos 20 anos. O Brasil deverá estar preparado para atender a mercados de produtos agropecuários e industriais cada vez mais complexos e competitivos. Outro fator a ser considerado, segundo ele, é que as barreiras de ordem socioambiental, sanitária e de qualidade ganham dimensão ainda mais significativa no âmbito interno e nos mercados internacionais de produtos agropecuários.

Para aprofundar a discussão de diferentes temas, a programação técnica contará com painéis como: Sistema de produção: principais desafios para a pesquisa de soja no Brasil; Agricultura de precisão: aplicação e principais desafios; Qualidade de sementes de soja; Manejo de pragas em soja;

Manejo de nematoides em sistemas de produção agrícola; Manejo de adubação em sistemas de produção; Clima: o principal fator imponderável da produção agrícola.

O desempenho da cultura da soja, na última safra, será apresentado por representantes de diferentes regiões brasileiras com o intuito de traçar um panorama dos desafios e dos acertos da cadeia produtiva. Além disso, haverá a apresentação de 82 trabalhos técnicos nas comissões de pesquisa.

Para compor a programação também está previsto o lançamento de quatro publicações: Sistemas de preparo do solo: trinta anos de pesquisas na Embrapa Soja que traça comparativos entre o sistema de manejo convencional e o plantio direto, destacando as vantagens econômicas e ambientais do plantio direto e Inimigos naturais de Helicoverpa armigera em soja. Esta última publicação apresenta levantamento realizado por pesquisadores da Embrapa, na safra 2013/14, em lavouras de soja do Paraná, revelou que o índice médio de mortalidade das lagartas de Helicoverpa armigera pela ação dos inimigos naturais (parasitoides, patógenos e nematoides) foi de 60,9%, o que confirma a ação positiva destes organismos no controle da praga.

Também será lançada a publicação Macrophomina Phaseolina em soja. Chamada popularmente de podridão de carvão, esta doença é de ocorrência generalizada nos solos cultiváveis do Brasil. É uma enfermidade que se manifesta principalmente em solos compactados, onde as raízes não conseguem se aprofundar e estão mais sujeitas às condições de seca. Outro lançamento é a publicação  Indicadores de sustentabilidade da cadeia produtiva da soja no Brasil”, que considera três dimensões: ambiental-agronômica, econômica e social.

Serviço:
34ª Reunião de Pesquisa de Soja,
Local: Hotel Sumatra – Londrina (PR)
Data: 14 e 15 de agosto
Horário: 8h30
Programação: www.cnpso.embrapa.br/rps

Fonte: Agrolink