Raça Angorá

0
10

Raça conhecida há 2400 anos a.C., originária de Angorá, na Anatólia, Ásia Menor, uma região de solos pobres e clima muito variável quanto á temperatura. Hoje é criada principalmente na Turquia, União Soviética, União Sul Africana e Estados Unidos.

Angorá é uma raça produtora de pelos, denominados “mohair”, de alto preço no mercado mundial. Há poucas informações de animais dessa raça no Brasil, embora registrem-se algumas importações, inclusive pela Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo.

No interior do Rio Grande do Sul encontram-se alguns exemplares criados de forma extensiva com alto grau de consangüidade. Seu peso é de 30 a 55 Kg na fêmea e 50 a 75 no macho. Estatura de 50 a 60 cm na fêmea e 60 a 70 cm no macho. Sua cabeça é média, cônica, alongada, fina e angulosa.

O perfil é retilíneo ou subcôncavo.As orelhas são bem implantadas, largas e fina, horizontais ou levemente caídas, com o pavilhão voltado para baixo, com 20 cm de comprimento por 5 cm de largura. Os chifres são cinzentos, achatados, saindo para trás, para cima e para os lado, sempre em espiral e simétricos, sendo menores, mais finos e menos torcidos nas fêmeas, grandes de até 50 cm de comprimento nos machos. Pescoço curto e levantado.

O corpo bem proporcionado, amplo, comprido e profundo. Linha dorso-lombar direita em nível e carga. Peito largo, no macho. Cruzes baixas e achatadas. Costelas arqueadas, ancas largas e ventre bem sustido. Cauda ereta, curta e deprimida. Defeitos comuns são corpo estreito e garupa caída. Úbere relativamente pequeno. Membros curtos, bem agrupados. Dispostos em retângulo, ossatura forte e bolêtos bem sustidos.

Sua pelagem é branca, uniforme e lustrosas, com pêlos finos, brilhantes e sedosos, com 20 a 30 cm de comprimento, cobrindo todo o corpo, com exceção do focinho e chanfro, orelhas e extremidades dos membros, recobertos por pelagem curta, mais sedosa, formando mechas longas e onduladas, que atingem até 70 cm de comprimento.

Apresenta topete sobre a fronte. Apele é rósea e fina e as mucosas são claras. A Angorá é uma cabra pequena, de aparência elegante e alerta. A qualidade do “mohair” varia com o ambiente e é pior nos climas temperados e quentes. Com esta lã fabricam-se pelúcias, estofamento de móveis e automóveis. As peles são utilizadas na confecção vestes quentes e pelegos.

A carne é fina e saborosa. A Angorá tem temperamento manso. Não suporta a umidade. É indicada para planaltos e terra onduladas em clima seco. Não é muito prolífica, dando 70% de nascimento, porém com cuidado, consegue-se 100% a 120%. Os cabritos são delicados e não devem sair para o campo antes da idade de 6 semanas, sendo muito sensíveis ás chuvas frias, suportando, porém o frio seco. O leite é apenas suficiente para as crias.

Destinação:

Pele

Clima mais adequado:

Não é recomendável para climas temperados e quentes. Não suporta a umidade. É indicada para planaltos e terra onduladas em clima seco. São sensíveis às chuvas, suportando, porém o frio seco.


 Fonte: Sebrae – Projeto Aprisco.

site visitado:

http://www.cabanhainvernada.com.br/index.php?option=content&task=view&id=90&Itemid=57

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here