Proximidade da primavera faz cair preço das flores em São Paulo

0
8

Estação aumenta o volume de produção e gera mais opções de compra

Mapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Com a proximidade da primavera, o preço das flores já está em queda.  A Feira de Flores da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, está com mais variedades e melhor custo.

— O início da estação das flores tende a aumentar a variedade, a qualidade e tornar os preços mais atrativos ao consumidor — analisa o economista da Ceagesp, Flávio Godas.

Isso acontece porque o cultivo de 70% dos tipos de flores comercializadas melhora durante esse período.

O ano de 2011 foi positivo para o setor. O volume médio de vendas de flores aumentou 7%.

— A condição climática para o cultivo foi favorável, houve um aumento no poder aquisitivo da população e dos pontos de vendas no varejo — aponta Godas.

A baixa do dólar também aumenta o cultivo e motiva o produtor a investir mais.

Na estação, as rosas são boas opções de compra. O maço de 30 unidades das nacionais pode ser encontrado a partir de R$ 6,00, enquanto 20 rosas colombianas saem a partir de R$ 25,00. As flores de corte mais indicadas para a época são as gérberas, rosas, bocas-de-leão, copos-de-leite, estrelícias, violetas, lírios, dálias e girassóis.

Para o comprador que busca flores de vaso, as dicas são as orquídeas, nas espécies dendrobium, a partir de R$ 10,00, e phalaenopsis, a partir de R$ 20,00. A azaléia é encontrada em caixa com seis ou 12 vasos e ainda em mudas para jardim. Outras sugestões de bons preços são o lírio, de R$ 15,00 a R$ 20,00 o maço, o cravo por R$ 18,00, e o crisântemo por R$ 10,00.

A Feira de Flores da Ceagesp é considerada a maior do país e uma das maiores do mundo. Localizada na cidade de São Paulo, tem uma área de mais de 20 mil m², de onde são distribuídas flores para praticamente todo o país. Mensalmente, passam pela feira cerca de 4 mil toneladas de flores de corte e de vaso. O mercado abrange ainda comerciantes de plantas, grama, mudas, vasos, acessórios e artesanato e gera uma receita mensal de R$ 20 milhões.

Os produtos comercializados são provenientes das cidades de Holambra, Mogi das Cruzes, Cotia e Bragança Paulista. No interior do estado, as unidades da Ceagesp em Araçatuba, Bauru, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José dos Campos, São José do Rio Preto e Sorocaba também realizam a Feira de Flores.

 

Fonte: http://www.portaldoagronegocio.com.br/conteudo.php?tit=proximidade_da_primavera_faz_cair_preco_das_flores_em_sao_paulo&id=62561

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here