Uso Responsável de Produtos Antiparasitários

0
3

Consulte sempre um médico veterinário;

Nunca utilize produtos que não tenham impresso na rotulagem o número de registro no Ministério da Agricultura (Mapa).

Nunca use formulação “caseiras” agrícolas e produtos com a embalagem falsificada ou violada.

A critério do médico veterinário pode haver a necessidade de repetira a aplicação do produto.

Siga a orientação do médico veterinário e do fabricante para as diferentes apresentações e vias de aplicação, conforme segue:

Produto para aplicação oral

»» Antes da aplicação, verifique se a pistola dosificadora está limpa e calibrada.

»» Regule a pistola dosificadora com freqüência, preferencialmente, a cada 10 (dez) animais.

»» Quando a dosagem for por quilograma (kg) de peso, pese os animais para aplicar a dose recomendada.

»» Separe os animais em lotes por peso e/ou idade para facilitar a administração do medicamento.

»» Se sobrar produto no frasco, não o utilize novamente caso tenha ultrapassado o período de utilização após aberto, conforme informado na bula, rótulobula, cartucho-bula, rótulo, cartucho ou invólucro.

»» É recomendável a aplicação em animais em jejum.

»» Respeite sempre o período de retirada (ou de carência) quando tratar-se de animais produtores de alimentos destinados ao consumo humano.

Produtos antiparasitários injetáveis

As agulhas e as seringas calibradas devem estar limpas e esterilizadas.

»» As agulhas devem estar em bom estado e ser de tamanho adequado para injeção subcutânea ou intramuscular.

»» Respeite a via de aplicação indicada na rotulagem.

»» Conserve o produto conforme recomendação da bula, rótulo-bula, cartucho-bula, rótulo, cartucho ou invólucro, antes, durante e após a aplicação, mantendo-o em local fresco e ao abrigo da luz solar.

»» Quando houver recomendação de agitar o frasco, agite-o sempre que for abastecer a seringa.

»» Quando a dosagem for por quilograma (kg) de peso, pese os animais para aplicar a dose recomendada.

»» A velocidade com que o produto é aplicado nos animais e a presença de ar na seringa são fatores que causam a administração de subdose, comprometendo a eficácia.  Por isso, retire o ar da seringa e faça a aplicação do produto em velocidade adequada.

»» Respeite sempre o período de retirada (ou de carência) quando tratar-se de animais produtores de alimentos destinados ao consumo humano.

Fonte:

© 2008 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.

A responsabilidade pelos direitos autorais de textos e imagens desta obra é do autor.

Tiragem | 1º edição – 2008 – 700.000 exemplares Elaboração,distribuição,informações

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

Secretaria de Defesa Agropecuária

Departamento de Fiscalização de Insumos Pecuários

Esplanada dos Ministérios, Bloco D, 4º andar, sala 439 anexo A

CEP: 70043-900, Brasília – DF

Tels: (61) 3218-2683 / 3218-2611

Fax: (61) 3218-2727

E-mail: produtosveterinarios@ agricultura.gov.br

Homepage | www.agricultura.gov.br

Central de Relacionamento: 0800-7041995

Catalogação na Fonte

Biblioteca Nacional de Agricultura – BINAGRI

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Produtos veterinários: orientações para o uso responsável /

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria

de Defesa Agropecuária. – Brasília: Mapa/SDA, 2008.

ISBN 978-85-99851-22-7

1. Veterinária. 2. Produto. I. Secretaria de Defesa

Agropecuária. II. Título.

AGRIS L70

CDU 614.9

http://www.camposecarrer.com.br/artigos/1212009-082106-produtos_veterinarios.pdf

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here