Produtores de borracha de SP estão satisfeitos com a cultura

0
7

Preço é considerado bom para quem produz e para quem extrai. Expectativa de produção é de aumento com a chegada do período chuvoso.

segunda, 17 de outubro de 2011

César Fernandes é produtor de látex há 17 anos no município de Monte Aprazível, região noroeste de São Paulo. A plantação tem 9.500 pés em produção, mas o agricultor continua investindo animado com o bom preço do mercado e plantou mais 50 mil seringueiras. “O preço está em torno de R$ 3,50 o quilo do coágulo e isso é muito bom”, explica.

Além do cultivo para extração do látex, César encontrou outra forma de ganhar dinheiro com as seringueiras. Ele montou um viveiro e todas as 70 mil mudas já estão vendidas.

O negócio deve aumentar ainda mais os números da safra da borracha natural no estado de São Paulo, maior produtor do país. Cerca de 30 mil toneladas de coágulo foram extraídas nos seringais da região no primeiro semestre deste ano, quase 20% de toda a produção nacional.

O pico da produção da seringueira vai de março a julho. Agora é o momento em que as árvores renovam as folhas e liberam as sementes, um ciclo natural, que pode ser acelerado pela chuva.

No pico da estiagem, em agosto, não houve trabalho nos seringais. Em setembro, a extração do látex foi retomada, mas ainda de maneira gradativa. O engenheiro agrônomo Osmar Figueira explica se a chuva dos últimos dias foi suficiente para aumentar a produção do látex. Confira no vídeo com a reportagem completa.

Fonte: Globo Rural

http://painelflorestal.com.br/noticias/seringueira/13107/produtores-de-borracha-de-sp-estao-satisfeitos-com-a-cultura

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here