Preparação do café

0
7

A cafeicultura  mundial, por apresentar um predomínio de C. arabica, é ainda implantada, em sua maioria, a partir de sementes. Por isso, boa semente é o primeiro fator condicionante da produtividade de uma lavoura.

O fruto do cafeeiro é uma drupa elipsóide, contendo dois locus e duas sementes, mas ocasionalmente pode conter três ou mais. O endocarpo do fruto (“pergaminho”), quando maduro é coriáceo e envolve independentemente cada semente. A semente é plano convexa, elíptica ou oval, sulcada longitudinalmente na face plana e é constituída por embrião, endosperma e espermoderma (“película prateada”). Externamente ao endocarpo, encontra-se o mesocarpo (“muscilagem”) e ainda o exocarpo (“casca”). A obtenção de uma boa semente tem início com a escolha das plantas matrizes e do nível de granação dos frutos.

Os frutos colhidos para a produção de sementes deve encontrar-se no “estádio de cereja” por se encontrarem próximos ao ponto de maturação fisiológica.

Germinação das sementes

Na tentativa de acelerar a formação da muda, permitindo assim o plantio mais cedo, no início da estação chuvosa, estudou-se a possibilidade de obtenção de sementes viáveis de frutos em diferentes estádios de desenvolvimento. Contudo, verificou-se que as sementes germinam mesmo quando o fruto ainda está no estádio de “chumbinho” ou “verde-cana”, mas as porcentagens de germinação são sempre muito inferiores em relação às sementes de frutos “cereja”.

Atualmente existem algumas normas exigidas para a produção de sementes, porém podem variar de um Estado para outro.

De maneira geral, as lavouras destinadas à produção de sementes não podem possuir misturas de cultivares, devem ter um isolamento mínimo de quatro metros de distância de outras lavouras ou campos de produção de sementes, sendo que ainda assim deve-se deixar duas ruas de bordadura. É desejável que as plantas do talhão destinado à produção de sementes se encontrem vigorosas, bem nutridas e com baixa incidência de doenças e pragas, principalmente a broca-do-café

Imediatamente após a colheita, os frutos destinados à produção de sementes são despolpados ( retirada do exocarpo) e em seguida as sementes são colocadas em caixas, tanques ou diretamente em água corrente, por 12 a 24 horas, com o objetivo de se proceder a degomagem (retirada da muscilagem ou mesocarpo).

Na prática, 6 a 8 litros de café “cereja” permitem a obtenção de 1 Kg de semente, sendo que este possui de 4  a 6 mil sementes, dependendo da cultivar, das condições climáticas vigentes no ano e da umidade da semente.

Após o despolpamento e degomagem, onde as sementes se encontram com cerca de 50% de umidade, as mesmas são secas à sombra e passam a manter umidade constante entre 30 e 35%. Nessas condições, as sementes apresentam uma germinação de 95% ou mais.

Seleção

As sementes antes de serem comercializadas passam por um rigoroso processo de seleção, onde são retiradas as sementes imperfeitas e impurezas, para assim atenderem as normas exigidas pela legislação de produção de sementes.

As sementes  já prontas deverão ser acondicionadas em peneiras ou embalagens que permitam o seu arejamento até serem comercializadas.

É de extrema importância que todos os produtores adquiram sementes de Órgãos e Instituições Credenciadas, para que assim possam ter garantia do material adquirido e sucesso no empreendimento.

Gladyston Rodrigues Carvalho,
EPAMIG
Lucine Falco,
Fazenda Ouro Verde

Fonte: http://www.grupocultivar.com.br/artigos/artigo.asp?id=711

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here