Pastagem Cultivada para Caprinos

0
7
A formação de uma boa capineira é o principal recurso para o sucesso de uma criação de caprinos. Ela se constitui uma das principais fonte de alimentação volumosa de boa qualidade que poderá ser utilizada durante todo o ano. Ajuda a reduzir os custos da alimentação de caprinos, principalmente nos rebanhos produtores de leite. Para isso, no entanto, é necessário um manejo cuidadoso.

As espécies mais recomendadas na formação de pastagem cultivada para caprinos são as espécies forrageiras com aptidão e resistência para o pastejo dos animais. Atualmente as mais usadas para caprinos são as gramíneas capim-andropógon, rio-de-janeiro, capim-braquiarão, búfel cv. Aridus e capim-elefante-anão. No caso de leguminosas as mais usadas são a leucena, guandu e cunhã.

No caso das forrageiras a espécie mais usada na formação de uma pastagem é o capim-elefante (Pennisetum purpureum Schum.). Existem muitas variedades de capim-elefante, sendo as mais conhecidas a Napier, Cameron e Mineirão. O capim andropógon também é muito utilizado porque é tolerante à seca, tem alto potencial para produzir forragens e sementes, não causa problemas de fotossensibilidade, é pouco atacado pela cigarrinha e apresenta boa aceitação pelos caprinos.

Os especialistas da Embrapa Caprinos e Informações Tecnológicas recomendam que os produtores não devem usar a Brachiaria decumbens como alimento exclusivo dos caprinos. Isso porque ela provoca o aparecimento de fotossensibilização, principalmente nos caprinos jovens.

Fonte: /www.accoba.com.br

15/06/2007 – Redação do Nordeste Rural

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here