Paraná coordena projeto nacional de certificação do leite

0
15

O programa de avaliação da conformidade do leite bovino brasileiro do Ministério da Agricultura, coordenado pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior por meio do Instituto de Tecnologia do Paraná – Tecpar, começa a ser executado. A primeira reunião técnica dos representantes das instituições parceiras aconteceu nesta quinta-feira.

No encontro ficou definido que dez propriedades rurais serão selecionadas para fazer parte do projeto piloto de avaliação, que vai testar todo o ciclo produtivo do gado, num período de aproximadamente um ano.

Representantes das instituições ligadas ao setor produtivo integram o comitê que vai estabelecer as normas de certificação do leite produzido no Brasil, para torná-lo competitivo e adequado às exigências do mercado internacional.

A idéia, em consonância com os objetivos do Sistema Agropecuário de Produção Integrada (Sapi), é oferecer as condições de desenvolvimento de metodologia e técnicas de manuseio, desde a propriedade rural às gôndolas de supermercados, para garantia da certificação, identificação de origem e rastreabilidade dos produtos agropecuários brasileiros.

O projeto para desenvolvimento do Sapi – gado de leite – foi aprovado junto ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e é gerenciado pela pesquisadora Roberta M. Züge, do Tecpar.

A cadeia de produção bovina produtora de leite está passando por um processo de sistematização que permitirá garantir a qualidade do produto e assegurar que tenha sido obtida em um sistema que garanta a proteção ao meio ambiente, a segurança ao homem trabalhador, o bem estar do animal e que permita rastreabilidade. Um sistema baseado em boas práticas agrícolas, permite ao Brasil equivalência com normas internacionais, aumentando a chance de ganhar mercados exigentes.

A produçãoA produção integrada é um sistema de exploração agrária que produz alimentos e outros produtos de alta qualidade mediante o uso dos recursos naturais e de mecanismos reguladores para minimizar o uso de insumos e contaminantes e para assegurar uma produção agrária sustentável, baseada no emprego de boas práticas agrícolas.

A produção integrada é um sistema de exploração agrária que produz alimentos e outros produtos de alta qualidade mediante o uso dos recursos naturais e de mecanismos reguladores para minimizar o uso de insumos e contaminantes e para assegurar uma produção agrária sustentável, baseada no emprego de boas práticas agrícolas.

O incremento na produção de leite aumenta a possibilidade de excedentes exportáveis. No entanto, havendo excedente para exportação ela só se realiza caso o produto tenha garantia de qualidade e padronização, pois tanto o mercado externo, quanto uma parcela  crescente do mercado interno, exigem produtos de qualidade garantida.

Para a médica veterinária do Tecpar Roberta Züge se o Brasil já contasse com as normas de certificação do leite em vigor, poderia evitar o desperdício, devido, por exemplo, ao recuo do mercado perante as suspeitas de febre aftosa em alguns rebanhos do Estado, em novembro. As suspeitas não foram confirmadas, não havia animais infectados, mas os prejuízos já haviam sido contabilizados pela bacia leiteira paranaense.

Fonte: http://www.tecpar.br/noticias.php?id=306

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here