Nutrição de Caprinos

0
156

Alimentação deve ser oferecida três vezes ao dia, para caprinos não sofrerem com desequilíbrio nutricional, rações devem ser oferecidas de forma espaçada

Portal Dia de Campo

A nutrição de caprinos no Brasil ainda é uma questão delicada. Muitos produtores não sabem fazer uma alimentação equilibrada, na proporção que os animais precisam, e acabam gerando problemas no rebanho por causa dos descuidos. Em regiões como o Semiárido, em que a época seca se estende durante um grande período do ano e inviabiliza a produção de forragem, os produtores precisam ficar atentos à suplementação alimentar e suprir essa carência com rações. Uma das principais recomendações para estes produtores é acumular forragem em abundância no período chuvoso e aumentar a quantidade de ração na seca para o animal não ficar muito magro.

Mas se engana o produtor que acha que é só em condições de seca que é preciso ter cuidado com a alimentação do rebanho. Mesmo no Sudeste e Sul, em que a seca ocorre durante um período curto e a oferta de silagem e feno existe durante praticamente todo o ano, é preciso ficar bem atento. O desequilíbrio alimentar pode acontecer não só pela falta de alimentos, mas também pelo seu excesso. Existem produtores que oferecem ração demais para o seu rebanho em uma única dose, o que pode gerar um processo de acidificação no estômago dos animais. Por isso, é recomendado que a alimentação diária seja divida em porções durante três momentos do dia para que não haja sobrecarga na digestão e o animal ingira o que comeu da melhor forma possível.

Essa ração deve ser balanceada e, dependendo da quantidade de concentrado utilizado, é importante que a alimentação seja dividida de duas a três vezes por dia para evitar problemas digestivos. Se você oferece uma quantidade muito grande de concentrados de uma única vez pode acarretar uma acidificação no estômago destes animais que pode trazer uma série de problemas. O produtor deve procurar dividir as refeições no maior número de vezes possível. A alimentação é o elemento de maior custo da produção. Se nós olharmos para o Sul e Sudeste, em que nós temos produção de leite de cabra muito forte com animais criados intensivamente temos um problema, às vezes, de desbalanceamento de rações, em função do excesso de alimentos oferecido. Já no Nordeste, o cenário é contrário com a falta de alimentos numa grande parte do ano e os produtores precisando balancear esta alimentação com oferta de rações — esclarece Marco Bomfim, pesquisador da Embrapa Caprinos e Ovinos.

Fonte:

 http://www.portaldoagronegocio.com.br/conteudo.php?tit=alimentacao_deve_ser_oferecida_tres_vezes_ao_dia&id=45365

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here