Moagem de cana atinge 510 m/t e caminha para recorde

0
5

12/11/2013

Nesta terça-feira (12.11), a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) divulgou a avaliação quinzenal da safra 2013/2014 da região Centro-Sul do país. Na segunda quinzena de outubro, o volume de cana processada nas unidades produtoras totalizou 38,79 milhões de toneladas, volume 7,30% superior aos 36,15 milhões de toneladas registradas no mesmo período de 2012.

Já no acumulado do início da safra até o dia 1º de novembro, a moagem totalizou 510,12 milhões de toneladas, um crescimento de 12% no comparativo com o mesmo período da temporada passada. Para o diretor Técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, esse aumento é resultado do número de unidades ainda em produção. “Até o momento apenas seis unidades produtoras encerraram a safra, número significativamente inferior as 24 unidades observadas na safra 2012/2013 e as 97 plantas que haviam finalizado o processamento antes de novembro na safra 2011/2012”. Ele disse ainda que “esse comportamento confirma a nossa expectativa de safra recorde para esse ano”.

Qualidade da matéria

Ainda segundo a avaliação, no acumulado desde o início da safra até 1º de novembro, a concentração de açúcares por tonelada de matéria-prima alcançou 133,90 kg, retração de 1,44%.

A proporção de matéria-prima destinada à produção de açúcar na segunda quinzena de outubro apresentou um leve aumento no comparativo com a primeira quinzena do mês, atingindo 47,75%. Esse índice, entretanto, permanece muito aquém dos 51,27% registrados no mesmo período da safra passada.

Para o diretor da Unica, os volumes de produção observados até o momento confirmam a expectativa de safra mais alcooleira. “Apesar do crescimento da moagem em torno de 12%, a produção de açúcar continua praticamente idêntica àquela observada no último ano”.

O executivo explica que a elevação do mix para açúcar no final de outubro se deve, em grande medida, ao aumento da participação das unidades anexas (plantas aptas a produzirem açúcar e etanol) na moagem total do Centro-Sul.

“O clima impactou no andamento da colheita de forma desigual entre as unidades nos últimos 15 dias de outubro, isso fez com que a participação das unidades anexas na moagem total da quinzena aumentasse de 85,22% para 86,22%, elevando o mix para açúcar nos números agregados”, explicou Padua.

A produção de etanol, por sua vez, alcançou 1,64 bilhão de litros, alta de 10,92% sobre o valor observado na mesma quinzena de 2012. Do total produzido na quinzena, 795,13 milhões de litros referem-se ao etanol anidro e 849,72 milhões ao etanol hidratado.

No acumulado da safra, as usinas produziram até 1º de novembro, 29,56 milhões de toneladas de açúcar, 0,76% a mais que o mesmo período de 2012. A produção de etanol soma 21,83 bilhões de litros, ou seja, cerca de 20% a mais que igual período da safra passada.

Fonte: Agrolink