Milho: terça-feira fecha com leves altas na Bolsa de Chicago

0
3
Daria-Yakovleva (CC0), Pixabay

Publicado em 18/12/2018

A Bolsa de Chicago (CBOT) chegou ao final de terça-feira (18) apresentando leves altas em seus vencimentos, se mantando próximas à estabilidade. Dessa maneira, as principais marcas apontaram valorizações entre 1,4 e 1,6 pontos. O vencimento dezembro/18 fechou cotado a US$ 3,85 por bushel e o março/19 trabalhava a US$ 3,93 por bushel.

De acordo com análise de Bem Potter da Farm Futures, os preços do milho ficaram praticamente estáveis ​​enquanto os comerciantes aguardavam pistas adicionais que mudariam os fundamentos atuais. O relatório de inspeção de exportação de segunda-feira mostrou dados de milho saudáveis, mas não foi suficiente para elevar os preços ontem, já que os comerciantes começaram a se preocupar com uma posição longa maior do que a esperada.

Mercado Interno

Já no mercado interno, as cotações do milho ficaram em sua maioria estáveis nessa terça-feira. Em levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, nenhuma praças pesquisadas apresentou valorização nos preços. Do outro lado, foram três cidades com desvalorização, Panambi (RS) queda de 1,45% e preço de R$ 32,52, Não Me Toque (RS) baixa de 3,03% e preço de R$ 32,00 e Campinas (SP) recuo de 3,95% e preço em R$ 35,95.

Segundo informações da XP Investimentos, o mercado paulista de milho tem poucos negócios e muita especulação. Nesta terça-feira (18), tanto compradores quanto vendedores estão retraídos, enquanto Intermediários e Silos se aproveitam do vazio para especular. De maneira geral, produtores seguram suas cargas por conta dos impostos, enquanto compradores estão estocados e dão preferência ao milho tributado (origem MS). Intermediários e Silos trabalham com algum estoque e buscam inflacionar o mercado para efetivar suas margens de lucro. O principal ponto de especulação, ainda que pontual, é a falta de chuvas em parte da região Sul. Com o impasse e o baixo interesse, as negociações se arrastam e a volatilidade aumenta.

Confira as cotações do milho para esta terça-feira:

>> MILHO

Dólar

A moeda americana chegou ao final da terça-feira apresentando alta ante ao real. O dólar avançou 0,17%, a 3,9013 reais na venda, depois de oscilar entre a mínima de 3,8846 reais e a máxima de 3,9186 reais. O dólar futuro tinha pequena alta de 0,04%.

Conforme a Agência Reuters, as apreensões em relação ao ritmo de crescimento da economia norte-americana corroborou com a cautela antes da reunião de política monetária do Federal Reserve que termina na quarta-feira. “Com a atividade econômica mundial dando mostras de enfraquecimento, o receio de que o Fed possa estar equivocado em sua política de alta dos juros eleva a discussão sobre um eventual período recessivo americano acontecer em 2019”, escreveu a Advanced Corretora em comentário matinal.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas