Milho abre a sexta-feira em alta na Bolsa de Chicago após quatro dias de baixas

0
8
Couleur (CC0), Pixabay

Publicado em 01/03/2019

Após quatro dias seguidos de queda, os preços internacionais do milho na Bolsa de Chicago (CBOT) abrem a sexta-feira (01) apresentando leves altas. As principais cotações registram valorizações entre 0,50 e 1,25 pontos por volta das 08h53 (horário de Brasília). O vencimento março/19 era cotado a US$ 3,63, o maio/19 valia US$ 3,71 e o julho/19 era negociado por US$ 3,80.

Segundo análise da Bryce Knorr da Farm Futures, nesta sexta-feira o milho recupera uma fração das perdas registradas ao longo dessa semana, já que fechou na parte negativa da tabela os quatro dias da semana.

O grão teve outra rodada de vendas técnicas nesta quinta-feira e mergulhou no vermelho pela quarta sessão consecutiva. Nem mesmo duas grandes vendas de exportação relatadas foram suficientes para elevar as cotações no último dia.

Durante essa quinta-feira o USDA divulgou que as vendas semanais de milho vieram fortes e ficaram ligeiramente acima do esperado ao somarem 1.239,9 milhão de toneladas da safra 2018/19. As expectativas variavam entre 700 mil e 1,2 milhão de toneladas. O destino principal foi o México, com 396,4 mil toneladas do total.

As vendas totais do cereal norte-americano já chegam a 39.555,9 milhões de toneladas, contra 39,2 milhões do ano passado, nesse mesmo período, e diante da estimativa do USDA para a temporada de 62,23 milhões de toneladas no total do ano. Os dados seguem confirmando a aquecida demanda pelo cereal norte-americano nesta temporada.

Os EUA venderam também 120,5 mil toneladas de milho da safra nova para o Japão.

Confira a matéria completa sobre o relatório do USDA:

>> USDA: Vendas semanais de soja dos EUA superam 2 mi de t e mercado não reage

Confira como fechou o mercado na última quinta-feira:

>> Bolsa de Chicago contabiliza queda no preço do milho pela quarta vez seguida nessa semana

Por Guilherme Dorigatti
Fonte Notícias Agrícolas