Manejo da Clorose Variegada dos Citros (CVC)

0
44

Mudas sadias – A muda é um eficiente meio de disseminação da doença. A única forma de obter garantia de sanidade é adquirir mudas de viveiros protegidos por tela à prova de insetos e que utilizam borbulhas sadias (certificadas).

A CVC mudou a legislação de produção de mudas cítricas. Pela nova lei elas só podem ser produzidas em viveiros certificados, que respeitam uma série de regras sanitáriasestabelecidas pela Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo.
Poda ou eliminação das plantas – é muito importante para que a CVC não se espalhe, por isso, é recomendada a poda em árvores com mais de três anos de idade. As mais novas devem ser eliminadas porque a poda não funciona. A retirada da árvore também é indicada nos casos em que a doença atingiu o nível mais grave. Poda e eliminação das árvores evitam que elas sirvam de focos da bactéria, que pode ser espalhada pelas cigarrinhas.
Recomendações
•  Em plantas acima de três anos, com sintomas iniciais de frutos miúdos, a poda deve ser feita na “forquilha” do galho, localizado pelo menos 70 cm abaixo da última folha com sintomas.
•  Plantas com menos de três anos, com sintomas, devem ser eliminadas e substituídas por mudas sadias. Nestas a poda não funciona.
Controle de vetores – Deve ser realizado com base em monitoramentos periódicos, preferencialmente na primavera e verão, períodos em que a população de cigarrinhas aumenta.
Controle químico – deve ser feito quando for constatado 10% das plantas de um talhão com cigarrinhas, independente da espécie. Em talhões mais velhos que estão próximos a novos, são aconselhados monitoramentos e pulverizações assim que constatar a presença da cigarrinha. O mesmo se aplica a locais próximos a matas naturais e baixadas.
  • Em plantas com até três anos de idade, pode se aplicar inseticidas sistêmicos no início e final do período das águas, e inseticidas de contato durante a seca.
  • Se optar pela utilização somente de inseticidas de contato, recomenda-se aplicações mensais no período das águas e, a cada dois meses, durante a seca em plantas de três anos de idade.
  • Se os pomares forem mais velhos, recomenda-se fazer as aplicações com base na população de cigarrinhas.
Fonte: Fundecitrus
http://www.ruralpecuaria.com.br/search/label/Laranja

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here