Leite cru

0
4

O leite cru direto da fazenda não deve ser consumido. É necessário que ele seja sempre pasteurizado ou fervido.

O leite cru, ou seja, aquele que não passou pelo tratamento térmico, traz inúmeros riscos para a saúde do consumidor. Algumas intoxicações e infecções, como a tuberculose, a brucelose, a salmonelose, a campilobacteriose entre outras, podem ser transmitidas pelo leite que não foi tratado.

O tratamento térmico (pasteurização ou ultrapasteurização) elimina os agentes causadores destas doenças, com segurança para o consumidor. Isto significa que o leite comprado das carrocinhas, distribuído dos latões para as vasilhas dos consumidores, ou na fazenda, pode transmitir uma série de doenças para aqueles que o consomem. A fervura do leite cru, nas condições em que é feita nos domicílios, não é capaz de matar todos os agentes causadores de doenças que possam estar presentes no leite cru. Somente um tratamento adequado feito pela indústria e com a fiscalização de um órgão de inspeção governamental pode garantir a segurança do produto. Por isso, devemos comprar e consumir somente leite tratado ou processado, de forma a garantir a ausência de agentes patogênicos.

Como identificar o leite adequadamente tratado?

Somente o leite que passou por tratamento adequado na indústria, e foi oficialmente inspecionado é seguro para o consumo. Este pode ser identificado através de um selo (carimbo) de Inspeção Federal, Estadual ou Municipal, em sua embalagem. Por este selo o consumidor sabe que o leite que foi tratado, inspecionado, e assim é seguro para ser consumido.

Fonte:  http://cienciadoleite.com.br/?action=1&type=1&a=49

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here