Instalações para caprinos e ovinos

0
34

O Objetivo

O objetivo das instalações é viabilizar e facilitar o manejo geral de um rebanho caprino ou ovino, sem causar estresse aos animais, otimizando o emprego da mão-de-obra, reduzindo custos e favorecendo a produção e a produtividade do empreendimento.

A Importância

A importância das instalações está fundamentada na extrema capacidade que elas têm em buscar a otimização da relação homem/animal/ambiente, dentro de um processo de produção, isto é: elas facilitam e reduzem o uso da mão de obra para as tarefas diárias, favorecem o manuseio do rebanho e o controle de doenças, protegem e dão segurança aos animais, dividem pastagens, armazenam e reduzem o desperdício de alimentos, entre outras. 

As Principais Instalações

Entre as instalações mais utilizadas na produção de caprinos e ovinos, as principais são:

  • centros de manejo
  • saleiros
  • apriscos
  • pedilúvio
  • currais
  • esterqueiras
  • bretes
  • cercas
  • comedouros
  • bebedouros
  • galpões
  • salas de ordenha

Aspectos Importantes na Construção das Instalações para caprinos e Ovinos

Tamanho ou a área das instalações – O tamanho ou a área de uma instalação diz respeito tão somente ao tamanho do rebanho. Seja para o pastoreio ou alimentação no cocho, seja para o descanso ou repouso noturno dos animais, o que se espera é que a instalação disponibilize espaço apenas o suficiente para propiciar condições favoráveis ao desempenho dos animais. Mais do que isso, é desperdício.

Tamanho exagerado ou área em excesso têm custos mais elevados, sem trazer maiores benefícios. Ver Quadro abaixo.

Tamanho das áreas coberta e descoberta (área de exercício) de um aprisco para caprinos e/ou ovinos, em Cab/m2.

Categorias             Área Coberta(m2)      Área Descoberta(m2)
Matrizes                              1,0                                      > 2,0
Animais Jovens                    0,8                                      > 1,5
Crias                                   0,5                                      > 1,0
Reprodutores                      3,0                                      > 6,0

Obs.: Estas mesmas medidas são recomendadas também para Centros de Manejo e Currais de engorda.

Outras recomendações de medidas:

Cocho:  Recomenda-se 0,2 m a 0,25 m linear para cada animal, ou seja utilizar 04 a 05 animais por metro linear de cocho.

Brete:  Comprimento = 08 m; Largura = 0,25 m na base inferior e 0,35 m na base superior; Altura = 0,85 m.

Pedilúvio: Comprimento = 2,0 m; Profundidade = 0,10 m; Largura = a mesma largura da porteira.

Material utilizado – Para a construção do aprisco, deverá ser utilizado, na medida do possível, o material da própria fazenda, durável e resistente como: madeira, varas, palhas para coberta, pedras toscas, etc. sem maiores sofisticação, visando a redução dos custos.

Localização das construções para toda construção, a sua localização é de extrema importância, na medida em que ela deve atender aspectos de ambiente, de espaço, de tempo e de segurança, no desenvolvimento das atividades diárias com um rebanho. Em caso de apriscos, por exemplo: eles devem ser construídos em terreno elevado, bem drenado, ventilado, longe de estradas e próximo à casa do manejador;

Situação – Em algumas instalações, como é o caso dos apriscos, em especial, a sua situação com relação aos pontos cardeais é um fator importante, tendo em vista a predominância dos ventos e das chuvas, em cada localidade, e a redução máxima dos seus efeitos negativos sobre os animais (as correntes de ar e a umidade em excesso, entre outros). Assim, os apriscos deverão situar-se sempre no sentido Norte-Sul, para um melhor aproveitamento da penetração dos raios solares (manhã e tarde), permitir uma boa circulação de ar e resguardar os animais de ventos fortes e encanados;

Funcionalidade – Toda e qualquer instalação tem a obrigatoriedade de ser funcional, isto é, tem que atender bem às necessidades do rebanho, proporcionando proteção e segurança ao mesmo; deve facilitar a alimentação e tratamento dos animais e permitir a divisão dos mesmos em categorias. Atender, também, a uma melhor divisão de pastagens, ou a um melhor armazenamento de alimentos ou, ainda, permitir o livre acesso de manejadores e o trânsito fácil dos animais;

Relação custo : benefício – A fiel observância deste aspecto tem sido recomendado enfaticamente, na medida em que nem sempre fazer uso de uma instalação qualquer significa maior rentabilidade para um rebanho. Pelo contrário, muitas vezes, isto implica numa redução da economicidade. Portanto, a recomendação para a construção de uma instalação é questionar sempre: qual o seu custo? Quais os benefícios? E qual é a relação Custo / Benefício?

Higienização – A higiene das instalações é, sem sombra de dúvida, um aspecto de extrema importância na produção de caprinos e ovinos, sobretudo quando se trata de currais, apriscos e centros de manejo.

A maior ou a menor freqüência de limpeza está condicionada às condições ambientais como: períodos chuvoso e seco, o tipo da instalação, a categoria de animais e as fazes de produção ( gestação, lactação, acabamento, etc.). Todavia, o bom senso do produtor ou do manejador é o melhor referencial indicativo para o estabelecimento da freqüência de limpeza das instalações.

Em se tratando de salas de ordenha, a higienização deve ser realizada, diariamente, logo após efetuada cada ordenha.

Fonte: http://www.uov.com.br/biblioteca/379/instalacoes_para_caprinos_e_ovinos.html

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here