Inovação nos confinamentos de gado

0
39
19/07/2012
Tecnologia desenvolvida pelo naturopata, Marcos Beraldo, consegue reduzir para 30 dias o período de permanência do gado no confinamento 

Uma tecnologia desenvolvida pelo naturopata e diretor da Nutriscienceworld Nutrition, Marcos Beraldo, consegue reduzir para 30 dias o período de permanência do gado no confinamento. Hoje, os animais permanecem em média três meses.

Todos os dias, um animal confinado consome, em média, 25 quilos de ração. A ração, durante a mistura, recebe um preparado, de 340 gramas,com alguns nutrientes e minerais indispensáveis à engorda do gado. Foi nesta pequena quantidade, chamada de “núcleo”, que Beraldo passou a trabalhar.

Com a ração e o núcleo, os animais ganham, em média no Brasil, dois quilos por dia. Utilizando a tecnologia da Nutriscience,o desempenho passou para mais de 4,5kg/dia.

Com isso, utilizando um sistema de frequência, na câmara de esterilização criada pelo especialista, o produto alterou a absorção de nutrientes pelo rúmen do gado, e permitiu a redução do tempo de confinamento dos animais a 1/3 do habitual. Conforme Beraldo, as implicações são muito grandes.

– Isso representa a possibilidade de criar mais plantéis durante o ano, menor custo de ração, de funcionários… E ainda melhora a condição do gado para o abate, minimizando a possibilidade de doenças e proporcionando uma carne mais macia, e rica em proteínas, vitaminas e minerais. Praticamente um boi orgânico.

Contabilizando todos os ganhos, além do aumento do peso e a redução no tempo de abate, a rentabilidade do produtor pode ser acrescida em 350%. O núcleo desenvolvido pela Nutriscience, não causa nenhum dano à saúde humana e não exige prazo de carência para o consumo da carne.

Os resultados do produto foram comprovados na propriedade do confinador que desafiou Beraldo a reduzir o custo diário com ração. Todos os critérios superaram as expectativas.

Desafio superado

O empresário Marcos Beraldo é um visionário. Formado em Nutrição, e especializado em naturopatia nos Estados Unidos, desenvolveu na empresa Nutriscience, sediada em Curitiba (PR), uma forma diferente de trabalhar com as vitaminas e enzimas que o corpo humano precisa.

Beraldo desenvolveu uma câmara especial de esterilização, e utiliza a alteração na frequência destas substâncias para garantir uma maior disponibilidade de absorção dos nutrientes necessários para manter a saúde e a forma física.

A ligação com o agronegócio surgiu quando o empresário recebeu um desafio do proprietário de um confinamento, que engorda por ano mais de 800 mil cabeças de gado. A meta inicial, proposta pelo criador, era reduzir em R$ 1,00 por dia na ração dos animais – o que representaria, ao final de 24 horas, uma redução de custos de R$ 800 mil.

Depois de estudos e pesquisas, envolvendo as técnicas já utilizadas para a nutrição humana, mas observando as particularidades e necessidades dos ruminantes, Beraldo conseguiu mais do que o esperado. Além de reduzir os custos, ainda melhorou o ganho de peso e a sanidade do rebanho, aumentando a qualidade da carne. E o tempo de engorda nos confinamentos reduziu de 90 para 30 dias.

Fonte: Agrolink com informações de assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here