Informações estratégicas da apicultura para aumentar produção

0
12

Com o auxílio do Sistema de Inteligência Setorial (SIS), do SEBRAE/SC, o produtor Paulo Cullmann aumentou em mais de 50% a produção e conquistou mais qualidade

SEBRAE/SC

O apicultor Paulo Cullmann, do município de São Miguel do Oeste/SC comemora um aumento de produção de mais de 50% no período de três anos e melhoria significativa de qualidade do mel, graças à participação no SIS (Sistema de Inteligência Setorial) do SEBRAE/SC, um projeto que proporciona aos empresários das micro e pequenas empresas acesso gratuito a informações estratégicas para tomada de decisões e que atende a quatro setores da economia catarinense: vestuário, calçados femininos, móveis de madeira e apicultura.

Participando do SIS desde 2007, Paulo recebe relatórios sobre técnicas de manejo, indicações de investimentos e informações econômicas, e assim conseguiu colocar em prática ações que aumentaram a quantidade e a qualidade de sua produção. Comprou novos equipamentos, informou-se sobre as técnicas do setor e sobre a competitividade e com a aplicação dos novos conhecimentos o rendimento da empresa teve um aumento superior a 50% no período. “Os relatórios que usei me ajudaram na hora de escolher os equipamentos a serem utilizados e, por isso, a qualidade da nossa produção cresceu ainda mais que o rendimento, em si. Eu diria que no quesito qualidade agora temos nota máxima, sem exageros”, enfatiza o apicultor.

Paulo também conta que, além dos relatórios produzidos especificamente para o setor o qual está inserido, ele opta por ler relatórios das áreas de móveis de madeira, vestuário e calçados femininos. “Com isso eu aprendo me mantendo informado”, alega.

O Mercado

Em janeiro, as exportações do mel nacional atingiram US$ 3,8 milhões e volume de 1,17 mil toneladas, demonstrando aumento de 30,8% em valor e de 13,7% em peso na comparação com o mesmo período de 2010, segundo levantamento mensal do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O valor médio pago pelo mel exportado foi de US$ 3,29 por quilo, um crescimento de 37,7% em relação a janeiro do ano passado. Santa Catarina é o quarto maior estado exportador de mel (US$ 161 mil). São Paulo está em primeiro, responsável por 33,9% das exportações, com US$ 1,3 milhão. O Rio Grande do Sul veio em segundo lugar com uma exportação de pouco mais de US$ 1 milhão, seguido pelo Piauí (US$ 365 mil).

Os Estados Unidos foram o principal destino do mel brasileiro, com um total de US$ 1,65 milhão, respondendo por 43,1% da receita das exportações e pagando o preço de US$ 3,23 por quilo. A Alemanha ficou como segundo mercado, com receita de US$ 1,04 milhão o equivalente a 27,1%, e pagando o melhor preço (US$ 3,39 por quilo). O Reino Unido absorveu 19% (US$ 732,92 mil) dessas vendas, oferecendo US$ 3,26 por quilo. Outros países importadores de mel do Brasil foram Espanha, Canadá, França, Bolívia, Japão, Hong Kong e Taiwan.

Sistema de Inteligência Setorial
– O projeto SIS é promovido pelo SEBRAE/SC, mas como funciona de forma eletrônica, totalmente on-line e gratuito, é possível que empresários de todos os estados brasileiros possam se interessar pela ideia. Lançado em 2007, o atendimento era restrito aos arranjos produtivos locais (APLs) de Criciúma, São João Batista, Chapecó e Videira, respectivamente. A partir deste ano, 2011, o projeto passa a beneficiar todo o Estado de Santa Catarina, dentro dos setores de abrangência.

De acordo com o gestor estadual do SIS, Douglas Luís Três, o grande diferencial do projeto é o apoio a grupos de empresas com características comuns, organizadas setorialmente. “Pagar sozinho por um serviço desses custaria muito caro para o empresário. O SIS é gratuito”, enfatiza Douglas. Desde o início do projeto já foram contabilizados mais de 600 artigos, 500 relatórios e 11 mil notícias sobre os setores abrangidos.

O ambiente de disseminação de informações estratégicas e troca de conhecimento entre empresários e equipe SIS é o portal www.sebrae-sc.com.br/sis, onde são publicados os relatórios e novidades do setor. Os empresários cadastrados como assinantes podem solicitar uma pesquisa por mês, desde que o tema contribua com os outros empresários do setor. Há ainda uma série de outras facilidades no portal, como a agenda de eventos, notícias e legislação.

Fonte: http://www.portaldoagronegocio.com.br/conteudo.php?tit=informacoes_estrategicas_da_apicultura_para_aumentar_producao&id=61378

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here