Índia reduz preço da semente de algodão Bt

0
16
MahdiyaTatjana (CC0), Pixabay

12/03/2019

O governo da Índia reduziu o preço máximo de venda de sementes geneticamente modificadas (GM) de algodão Bt em Rúpias (Rs) 10 a Rs 730 por pacote para o próximo ano fiscal, beneficiando os agricultores e também cortou royalties para a fornecedora de tecnologia norte-americana Monsanto em quase metade para Rs 20 por pacote. A alemã e Bayer, que agora adquiriu a Monsanto e é a maior responsável por desenvolver esse algodão globalmente, expressou desapontamento com a redução do valor do royalty.

Este é o terceiro ano consecutivo em que o Ministério da Agricultura da União reduziu o preço máximo de venda das sementes de algodão e dos royalties. Segundo uma notificação, o preço máximo de venda de um pacote de sementes de algodão Bt (de 450 g) foi fixado em Rs 730 para a versão bollgard (BG) -II, incluindo Rs 20 para o valor da característica, para o ano fiscal 2019-20. A taxa é de Rs 740 por pacote, incluindo Rs 39 para o valor da característica, no ano fiscal atual.

A mudança beneficiará oito milhões de produtores de algodão e também aumentará a margem das empresas de sementes domésticas, já que a taxa de royalties para a Mahyco Monsanto Biotech Ltd (MMBL), uma empresa do grupo Monsanto, foi reduzida drasticamente. “Estamos extremamente decepcionados com a ordem de hoje que reduz as taxas de traits para sementes de algodão em toda a Índia. As taxas de custo eram inferiores a 0,5% do custo de cultivo dos agricultores e a decisão de hoje as reduz ainda mais”, disse o porta-voz da Bayer em comunicado.

 

Fonte: Agrolink