Feijão: Toda hora agora é hora de comprar

0
5
Sterver (CC0), Pixabay

Publicado em 21/01/2019

Provavelmente os empacotadores vão, durante a semana, procurar, aos poucos, formar algum estoque para atender à demanda que, a princípio, deveria iniciar-se na semana que vem. Porém, com poucas ofertas, este período acaba sendo praticamente igual ao restante do mês, ou seja, cada dia há um grande desafio em comprar, não importa a época do mês. Este cenário ocorre sempre que há uma unanimidade quanto ao volume disponível. Pouca colheita a cada dia não permite que se espere muito para fazer as compras. Os preços  praticados na semana passada chegaram até R$ 230 em São Paulo. Em Goiás e em Minas Gerais oscilaram entre R$ 200/ 210, os melhores lotes, enquanto no Paraná vários lotes foram negociados ao redor de R$ 200.
Feijão-preto – Mercado extremamente firme, com negócios reportados ao redor de R$ 180 por saca de 60 quilos, FOB no Paraná.
Feijão-rajado – Com raras ofertas, produtores já têm expectativa de pelo menos R$ 280 no noroeste de Minas Gerais.
Fonte: IBRAFE