Erva daninha do trigo pode reduzir uso de herbicidas

0
13
PublicDomainPictures (CC0), Pixabay

26/03/2019

O grupo de pesquisa AGR124, formado por membros do Departamento de Engenharia Gráfica e Geomática da Universidade de Córdoba e pelo Instituto de Agricultura Sustentável do Conselho Nacional de Pesquisas da Espanha, realizou um estudo que prevê o crescimento da aveia selvagem em cultivos de trigo para otimizar o uso de herbicidas. Ela é conhecida por ser um tipo de erva daninha e um dos maiores inimigos de certos grãos, como cevada, centeio e trigo.

A ideia é baseada em observar e gerenciar culturas, a fim de aplicar apenas os recursos necessários no momento certo, evitando assim altos custos desnecessários e danos ambientais. Especificamente, a pesquisa utilizou imagens de satélite multiespectrais de alta resolução espacial, capazes de coletar dados com detalhes espaciais em regiões do espectro eletromagnético diferentes daquelas na faixa de luz visível, o que significa que pode obter informações que o olho humano não consegue detectar.

Junto com essa tecnologia, o grupo analisou quatro parcelas diferentes de trigo por duas temporadas. Depois de verificar que houve de fato um aumento nas plantas daninhas eles confirmaram que essas ervas invasoras cresceram em manchas, o que significa que são boas candidatas para o uso de herbicidas em áreas específicas em vez de aplicá-los em todo o campo.

Depois, confirmaram que as novas aveias silvestres que brotaram estavam muito próximas e contavam com as que haviam crescido no primeiro ano de cultivo. “Se as novas ervas daninhas são encontradas perto das antigas, podemos prever o que vai acontecer e considerar o tratamento localizado que se estende ligeiramente além do local onde as ervas daninhas são encontradas atualmente”, diz a pesquisadora Isabel Castillejo.

 

Fonte: Agrolink