Em três anos, consumo de carne suína cresce 12% no MT

0
4

12/11/2013

Consumo per capita no estado passou de 9,8 kg para 11 kg entre 2010 e 2013. Mesmo assim, está abaixo da média nacional.

Entre 2010 e 2013 o consumo per capita passou de 9,8 quilos para atuais 11 quilos/ano, evolução de 12,2%, segundo a Associação dos Criadores (Acrismat). Ainda assim, está abaixo da média brasileira, atualmente em 15,3 quilos por pessoa ao ano.

Para o presidente da associação que congrega os suinocultores, Paulo Lucion, a inserção desta proteína animal na dieta do cidadão cresce sempre que os hábitos alimentares mudam. Mas ele diz ainda haver resistências e preconceitos em relação a esta carne. “Ainda há muitos mitos”, avaliou o dirigente nesta quarta-feira (06), durante o Fórum da Suinocultura do Centro-Oeste, em Cuiabá (MT).

De acordo com o representante, ainda que abaixo da realidade nacional, o consumo mato-grossense evoluiu de forma considerável nos últimos anos. Lucion cita o exemplo de 2001, quando cada mato-grossense comia apenas 5 quilos de carne suína. Nestes 12 anos foram 115% de crescimento.

Campanhas de divulgação, formação em diferentes elos da cadeia produtiva, finalizando no varejo, têm fomentado o uso da carne suína. Aos poucos, ela também vai sendo utilizada na merenda das escolas do Estado, a exemplo do que já ocorre em Tapurah, município a 414 quilômetros de Cuiabá.

“Nossa meta é alcançar a média brasileira de consumo da carne”, disse Lucion. Ações do Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura, desenvolvido pela Associação Brasileira dos Criadores (ABCS), também estão dando mais visibilidade à suinocultura. O objetivo é a modernização da comercialização da carne e a generalização de boas práticas de produção.

De acordo com a coordenadora do programa, Lívia Machado, a meta é que o país atinja 18 kg de consumo por habitante até 2015. “O brasileiro é um grande consumidor de carne como um todo, mas a carne suína está muito atrás das demais carnes”, citou. Em 2011, quando o brasileiro ingeriu uma média de pouco mais de 90 kg de carne ao ano, pelo menos 45 quilos foram de frango, 39 kg de carne bovina e apenas 15 quilos suínos.

Ao todo, 15 Estados do país participam do programa. Em 2010, quando iniciou, eram apenas sete. Conforme a ABCS, o ritmo de incorporação da carne suína à dieta alimentar do brasileiro tem sido de um quilo ano.

Fonte: Agrolink