Baixa em Chicago e Dólar derrubam soja brasileira

0
23
soybeans , Pixabay

Chicago fica mais longe dos US$ 10,50 por bushel necessários para se pagar R$ 80,00/saca no interior do Brasil

Publicado em 24/04/2019

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a semana com preços médios da soja caindo 0,17% nos portos brasileiros, jogando o preço sobre rodas nos terminais do Sul para R$ 76,35/saca. Com isto, as perdas de abril atingiram 1,75% nos portos.

No interior a queda foi maior, de 0,36%, trazendo o preço médio da soja do mercado de lotes para R$ 71,57/saca (os preços no mercado de balcão são menores, em todo o país, dependendo da sua distância dos portos). A T&F Consultoria Agroeconômica aponta que pesou a forte queda de 1,71% no fechamento do contrato de maio da soja em Chicago, devido ao temor de que as relações entre EUA e China voltem a ficar estremecidas em função da compra de petróleo iraniano pelos chineses

A isso se somou uma queda de 0,26% na cotação do Dólar no mercado de câmbio brasileiro. “O raciocínio é simples: a melhoria das cotações da soja em Chicago depende de um acordo comercial entre EUA e China. Mas, os EUA intensificaram as suas sanções contra o Irã, que atingem todos os países que compram seu petróleo, entre os quais, a China”, aponta o analista Luiz Fernando Pacheco.

“Se os chineses continuarem a comprar petróleo iraniano depois de 2 de maio, data limite estabelecida por Trump, as relações entre EUA-China poderão voltar a estremecer e o acordo necessário para reduzir os altos estoques de soja americana poderá não sair, pressionando ainda mais as cotações. Além disso, chegou a informação de que o volume da alimentação dos suínos na China recuou 16%. Por isso Chicago caiu hoje 10 cents/bushel e isto não foi recuperado pela alta dos prêmios no Brasil, que subiram apenas 5 cents, a metade, não dando sustentação aos preços. O mercado de Paper em Paranaguá negociou junho a +37”, completa Pacheco.

“Como se percebe e já alertamos desde a semana passada, a cotação de Chicago fica cada vez mais longe dos $ 10,50/bushel necessários para se pagar R$ 80,00/saca no interior do Brasil”, conclui o analista da T&F Consultoria Agroeconômica.