Cresce procura por cadeia produtiva da heveicultura em Mato Grosso

0
15

Da Redação

Mato Grosso é o terceiro produtor de seringa no País. Com meta de subir no ranking, o Governo do Estado investe na cadeia produtiva da heveicultura por ser uma matriz economicamente viável devido ao potencial de produção nos 141 municípios de Mato Grosso. A Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), por meio do Programa MT Regional, realiza palestras gratuitas para propagar e disseminar informações quanto ao manuseio da cultura e a rentabilidade da produção da borracha. Os produtores de Alto Araguaia (415 Km ao Sul de Cuiabá) vão participar do curso nesta quarta-feira (13.04), na Câmara de Vereadores do município, às 20 horas.

De acordo com o superintendente estadual da Cultura da Heveicultura, Israel Antunes, o Programa de Implementação da Heveicultura em Mato Grosso (MT-Prohevea) tem como meta transformar o Estado no segundo produtor de borracha natural do Brasil em um prazo de 15 anos. O superintendente explica, a quem deseja investir nesta cultura, que um módulo de seringa equivale a seis hectares com três mil árvores. A produção é 2.400 quilos de borracha ao mês, cada módulo. O preço do quilo (valor atual) é de R$ 4,20 reais totalizando num ganho mensal de R$ 10,8 mil por mês, num período de dez meses. “O que demonstra que a seringueira é uma excelente alternativa de renda para uma cidade, agrega valor com matéria-prima e a geração de emprego e renda”, destaca Antunes.

O secretário adjunto de Desenvolvimento Regional – MT Regional da Sedraf, Renaldo Loffi, acredita que as ações realizadas em prol do fortalecimento da cadeia produtiva da seringa têm sido positiva devido à ação conjunta com os 15 Consórcios Intermunicipais, que vem desenvolvendo frente às prefeituras, por meio das secretarias de agricultura. O que garante a pujança das cadeias produtivas. “Essa palestra é de suma importância para esclarecer os produtores sobre as linhas de financiamentos e a rentabilidade da heveicultura. Esta é a melhor forma de tirar as dúvidas e fomentar o cultivo. O produtor decide investir nesta cadeia já sabendo exatamente o que vai precisar”, reforça Loffi.

Os municípios interessados na palestra de heveicultura do MT Regional podem entrar em contato com a Sedraf pelo telefone 3613-6237.

Fonte: http://www.odocumento.com.br/materia.php?id=359699

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here