Conforto animal é essencial para bom desempenho nas produções

0
6
16/07/13
Alta mostra como os animais devem ser manejados nos rebanhos de leite

Com a intensificação no sistema produção de leite, técnicos e criadores devem se atentar ao conforto animal. São vários os fatores que influenciam o desempenho da vaca.

A fazenda Brinco de Ouro, localizada em Coromandel (MG), aumentou sua produtividade após realizar alterações que proporcionaram um ambiente melhor aos animais do rebanho. “Após quatro meses da primeira etapa de mudança na propriedade, tivemos um aumento de 4,8Kg de leite produzido por vaca.” afirma Cassimiro César de Castro – médico veterinário.

Hoje, a Brinco de Ouro possui 550 vacas em lactação e três ordenhas diárias. A média por animal é de 26kg de leite/dia, resultado que está aumentando cada vez mais com os investimentos feitos na fazenda.

Algumas dicas para o manejo da propriedade devem ser levadas em consideração:

·         Arborização: proporcionam mais conforto térmico aos animais no pasto. A presença das árvores evita que os animais apresentem stress calórico, extremamente prejudicial à produção de leite. Este conforto deve estar presente em todas as instalações onde os animais permanecem, pois traz condições propícias ao ambiente para que produzam de maneira tranqüila.

·         Trajeto: o caminho por onde a vaca passa ao ser locomovida deverá ser cercado e sombreando. O piso não pode provocar riscos aos cascos e a segurança dos animais;

·         Alimentação e descanso: o clima é desafiador nestes quesitos. É preciso que o local de descanso e alimentação estejam protegido do sol e da chuva;

·         Repouso: proporcionar uma boa área de descanso aos animais nos pastos ou nas camas. Ao se deitar o úbere (glândulas mamárias) da vaca poderá sofrer contaminação, o que pode resultar em inflamação no local. Isto trará como consequência direta a mastite que resultará em prejuízos pelo descarte do leite e gastos com o tratamento;

·         Tecnologias em rebanhos confinados: alguns recursos podem ser utilizados para melhorar o conforto e também facilitar a vida do produtor como: camas para os animais deitarem que poderão ser de areia, pneus, etc; ventiladores e aspersores que melhoram a sensação térmica; cow brush – tipo de escova onde o animal se coça e limpeza automática do esterco produzido.

A Alta é uma das maiores empresas de melhoramento genético do mundo, com sede na cidade de Calgary, em Alberta (Canadá). Presente em mais de 100 países, a Alta possui centrais de coleta no Canadá, Estados Unidos, Holanda, China, Argentina e Brasil e é considerada líder mundial na entrega de soluções genéticas lucrativas. No Brasil, sua Central tem capacidade para abrigar 280 touros. Conta com 82 escritórios regionais no Brasil, totalizando mais de 700 profissionais em todo país.

 

Fonte: Agrolink