Confinamento de cordeiros – uma alternativa na ovinocultura

0
34

A ovinocultura de corte tem se apresentado como boa opção de produção a pequenos, médios e grandes produtores, determinada, pelo incremento da demanda e pelos altos preços alcançados, quando comparados aos da bovinocultura de corte.

Em Roraima, a atividade é considerada secundária à pecuária de corte, e tem como principal finalidade fornecer alternativa alimentar para as fazendas. Na esteira do movimento nacional de expansão da ovinocultura, vem se verificando, no estado de Roraima, busca por animais de melhor padrão, onde a raça Santa Inês, tem sido a mais importada, principalmente do nordeste brasileiro.

A oferta de carne ovina no estado de Roraima, além de falta de constância, é de machos castrados ou de fêmeas de descarte, porém, esse tipo de carne, não fideliza o consumidor, que procura uma carne com teor moderado de gordura, para garantir maciez e sabor característico, mas não forte. Apenas com carnes de cordeiros bem acabados, é que o produtor poderá, garantir as características necessárias para atender essa demanda, além de incrementar o consumo.

Em mercados mais exigentes do país, somente carnes de cordeiros são aceitos, assim, a ovinocultura do estado de Roraima, deve seguir esse caminho, que além do atendimento de demanda reprimida do seu mercado interno, tem potencial, de imediato, para atender o mercado de Manaus.

O confinamento de cordeiros, é sem dúvida uma importante alternativa para o incremento na oferta regular do produto, que entre outros benefícios aos sistemas de produção da região pode-se citar: agiliza o retorno do capital aplicado; permite a produção de carnes de qualidade durante todo o ano; padroniza o produto, cortes de carne; aumenta a produtividade e renda do produtor; reduz a idade ao abate para 4 a 6 meses e disponibiliza a forragem das pastagens para as demais categorias do rebanho.

A decisão da utilização do confinamento de cordeiros, é puramente econômica, onde fatores como, velocidade de acabamento, conversão alimentar, qualidade dos animais disponíveis, preço e qualidade da alimentação e mercado demandador de carnes de qualidade, devem ser levados em conta sistemicamente, para que o produtor obtenha ganho econômico na atividade.

Ao optar pelo confinamento de cordeiros, o produtor necessita ter um bom estudo de mercado, identificando os consumidores potenciais. Se possível, fazer alianças mercadológicas com donos dos pontos de venda (supermercados, butiques de carne, casas de carne, restaurantes, entre outros), pois o mercado de carne de ovinos em Roraima, como no Brasil, ainda não está perfeitamente organizado. Após essa pesquisa que deve estimar volume e preço, o produtor passaria a calcular seus custos fixos e variáveis e sua capacidade de produção, garantindo oferta regular, do produto, aos pontos de venda, anteriormente contratados.

É importante definição do local de abate e beneficiamento da carne, se a opção for por vender a carne, além de buscar mercado para a buchada e para a pele, que agregam grande valor a todo o sistema.

Se pensarmos no grande desafio da nossa pecuária que seja produção de animais precoces e de qualidade superior de carnes, podemos concluir que o confinamento de cordeiros deve ser uma das alternativas para o sucesso da ovinocultura.

Fonte: http://www.agronline.com.br/artigos/artigo.php?id=304

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here