Concurso de Qualidade do Café das Matas de Minas chega à final

0
6

Encerrada as atividades da última fase do 10° Concurso de Qualidade do Café das Matas de Minas ? Região Muriaé, organizadores e participantes se preparam agora, para a premiação no próximo dia 28, das 15 melhores amostras de café Natural e das três melhores de café Cereja Descascado.

Assessoria de Comunicação da Emater-MG

A cerimônia de premiação acontecerá na Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB), em Muriaé. O concurso é promovido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

O objetivo do evento é identificar e premiar os melhores produtores de café da região, além de incentivar a constante melhoria do produto. Neste ano, foram cadastradas 841 amostras, número superior ao dos outros anos. “Ficamos surpresos, já que o número de cadastros superou a expectativa de 600”, afirma o coordenador técnico da regional Emater-MG de Muriaé, Ricardo Tadeu. Das amostras cadastradas, 14 são de municípios atendidos pela regional de Muriaé, e outras duas dos municípios de Miraí e São Sebastião da Vargem Alegre, que pertencem à área de abrangência da regional de Cataguases.

Neste ano, a primeira etapa do concurso começou no dia 11 de agosto, quando as amostras foram recebidas, separadas e codificadas por extensionistas da Emater-MG. Por fim, passaram para a segunda etapa as amostras que apresentaram umidade entre 10% e 12% e com o mínimo de 60% dos grãos retidos em peneira 16.

Na segunda etapa, que começou no dia 12 de setembro, foi realizada a primeira prova da xícara, com as amostras selecionadas sendo avaliadas por três degustadores profissionais. Posteriormente, eles classificaram as 40 melhores amostras de café Natural e as dez melhores de café Cereja Descascado. A terceira etapa foi realizada logo em seguida com mais uma prova de xícara, que definiu a ordem dos vencedores do concurso, totalizando 18 finalistas.

Para o coordenador técnico Ricardo Tadeu, “no geral” a qualidade das amostras cadastradas foi boa. “A última safra foi favorável, devido as condições climáticas da região”, completa. Os municípios que mais enviaram amostras foram Divino e Carangola, com 125 e 149 cadastros, respectivamente.

O produtor rural Sebastião Domiciano, do município de Divino, que participa desde o segundo ano do concurso regional, na categoria café Natural, também concorre no Concurso Estadual de Qualidade Cafés de Minas. Demonstrando confiança na qualidade do café que produz, “uma vez que a safra foi favorável”, afirma: “espero ficar em uma boa colocação”.

 

Fonte: http://www.portaldoagronegocio.com.br/conteudo.php?tit=concurso_de_qualidade_do_cafe_das_matas_de_minas_chega_a_final&id=63808

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here