Como Aumentar a Eficiência dos Fertilizantes Aplicados em Bananeiras?

0
10

Foram executados dois experimentos de campo com bananeira ‘Nanicão’ ( Musa AAA subgrupo Cavendish) no Planalto do Estado de São Paulo durante quatro ciclos de produção. Um experimento localizou-se em Jaboticabal, o outro, em Pindorama. O clima da região apresenta estação chuvosa no verão e seca no inverno. -1), de potássio (0, 300, 600 e 900 kg ha-1 de K2O) e do regime hídrico (sequeiro e irrigado). No segundo ensaio foram empregadas quatro doses de N (0, 140, 280 e 420 kg ha-1) e de K (0, 160, 320 e 480 kg ha-1 de K2O), com os fertilizantes aplicados via fertirrigação ou adubação sólida convencional. Nos dois experimentos, utilizou-se como fonte de N e de K, nitrato de amônio e cloreto de potássio, respectivamente e a irrigação e fertirrigação foram feitas por microaspersão.

Em ambos os experimentos, utilizaram-se mudas micropropagadas estabelecidas no espaçamento de 2 X 2,5 m (2 000 plantas ha-1). 2O (preços pagos pelos agricultores, sem custo de aplicação) e dos frutos praticados no Estado nos últimos cinco anos.

No primeiro experimento foram avaliados os efeitos da aplicação de nitrogênio (0, 200, 400 e 800 kg ha

A eficiência de aplicação dos fertilizantes foi avaliada por meio do índice da relação entre a massa dos frutos produzidos por unidade de nutriente aplicada, ou seja, kg de frutos por kg de nutriente aplicado. Esse índice é importante sob o ponto de vista dos produtores, pois integra simultaneamente os conceitos de eficiência de uso dos nutrientes provenientes dos fertilizantes e da mobilização de reservas do solo.

A partir do cálculo da eficiência dos fertilizantes, estimou-se o custo de aquisição dos fertilizantes para produzir 40 t de frutos por hectare nas diversas condições de manejo, sendo esta despesa expressa em quilos de frutos. Nessa estimativa de custo foram computados a eficiência dos fertilizantes para cada forma de aplicação e regime hídrico e os preços médios de N, K

Como conclusões destes experimentos, têm-se que:

A eficiência dos fertilizantes nitrogenados e potássicos aplicados em bananeira aumentou com a irrigação. O incremento médio na eficiência da adubação nitrogenada decorrente da irrigação foi de aproximadamente 35%, enquanto para o potássio a eficiência aumentou em 32%.

Em área irrigada, a aplicação de fertilizantes nitrogenados e potássicos foi mais eficiente quando feita por meio da fertirrigação. Observaram-se incrementos na eficiência da adubação com N e K de aproximadamente 36% quando os fertilizantes foram aplicados junto com a água de irrigação. Incrementos na eficiência dos fertilizantes possibilitam minimizar os gastos com o uso destes insumos.

A estimativa de redução de custos refere-se a todo conjunto de doses estudadas em cada um dos experimentos e serve para ilustrar o potencial de economia decorrente do aumento da eficiência dos fertilizantes empregados em bananeira, quando são adotadas práticas agronômicas adequadas. Entre estas práticas, devido às altas exigências nutricionais da cultura e às condições climáticas do Planalto Paulista, destacam-se a irrigação e a fertirrigação.

Custo (equivalente em kg de frutos) do fertilizante aplicado (N ou K) para a produção de 40 t de frutos/ha. Estimativa baseada nos índices de eficiência nos dois regimes hídricos e preços médios de N (R$ 3,02/kg de N), K2O (R$ 2,40/kg de K2O) e frutos (R$ 0,51/kg de frutos) nos últimos cinco anos.

Fonte:   Luiz Antonio Junqueira Teixeira teixeira@iac.sp.gov.br
José Antônio Quaggio  quaggio@iac.sp.gov.br
Estêvão Vicari Mellis  mellis@iac.sp.gov.br
Pesquisadores Científicos Centro de Solos e Recursos Ambientais/IAC

http://www.ruralpecuaria.com.br/search/label/Adubos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here