Com contrato prestes a expirar, soja segue em queda livre

0
7
27/08/14 – 06:55
O mercado tem mais um dia de queda livre na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT). Na sessão eletrônica desta terça-feira (26) a soja perde mais de US$0,40 no contrato setembro/2014, que caiu abaixo do patamar de US$ 11 por bushel.

Vários fatores forçam a baixa neste momento. Os investidores intensificaram as vendas em virtude da proximidade da expiração do contrato, que ocorre na sexta-feira (29). A boa condição das lavouras norte-americanas, associada a previsões climáticas favoráveis, é outro fator de pressão aos preços. A desvalorização traz o vencimento do primeiro contrato ao o pior patamar em quatro anos.

Nos contratos mais distantes da oleaginosa o movimento é de ajuste após as quedas expressivas registradas no pregão desta segunda-feira (25), que foi influenciado pelos números atualizados de evolução de plantio divulgados pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda). A entidade classificou 70% das lavouras como boas, 23% como regulares e 7% como ruins.

O milho acompanha o cenário pessimista e também registra perdas. O contrato setembro/2014 tem perdas próximas de 1%, oscilando no patamar de US$ 3,55 por bushel. O Usda reporta que 73% das lavouras do cereal são boas, 20% regulares e 7% ruins.

No caso do trigo a movimentação é mista, com perdas nas posições mais próximas e valorização nos contratos intermediários. O mercado monitora o avanço da colheita norte-americana do cereal, que chegou a 27% da área total até o dia 24 de abril, ante média histórica de 49%.