Registro de fertilizante ganha agilidade

0
8

Melhoria no processo beneficiará o setor

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) divulgou que a partir de 26 de julho fertilizantes, corretivos e substratos para plantas podem ter registro automático – a funcionalidade já disponível no Sistema Integrado de Produtos e Estabelecimentos Agropecuários (Sipeagro).

Essa alteração, na visão do gerente de marketing da Microquimica Tradecorp, Anderson Nora Ribeiro, vai acelerar o processo de deferimento sem deixar de lado as obrigações legais. “Hoje submetemos ao unidade técnica do MAPA em Campinas, que avalia aprova e envia a Chefia/SEFIA-SP, em São Paulo, que assina e retorna a empresa. Isso podia demorar até quatro meses”.

Para ele, o avanço é positivo para todo setor de fertilizantes. “Essa melhoria agiliza nossa etapa final do desenvolvimento de novos produtos, no momento de maior expectativa para colocar o material à venda, à disposição dos nossos clientes”.

Na Microquimica Tradecorp, todos os produtos chegam ao consumidor depois de muitos estudos, pesquisas e com a garantia de que estejam regulamentados. “O nosso controle é rígido para que a composição e parâmetros estejam totalmente em acordo com os padrões vigentes, exigidos pelo MAPA”, ressalta o gerente, que reforça que “o compromisso da empresa é zelar pelo campo, por isso é essencial oferecer produtos com total confiança e que atendam às necessidades reais do produtor”.

O Ministério informou, ainda, que inoculantes, biofertilizantes e remineralizadores não entram nesse registro de deferimento automático, pois possuem particularidades que, no momento, não puderam ser atendidas pela nova sistemática.

Fonte AGROLINK