Carne de Caprino

0
20

A carne de caprino – que tem no Brasil um grande produtor mundial, sendo a região Nordeste a responsável por 90% da produção nacional – é apresentada como melhor alternativa para quem deseja uma alimentação mais saudável. Muitos médicos têm incentivado o consumo, por considerá-la uma alternativa viável para o brasileiro.

Estes e outros assuntos relacionados à ovinocaprinocultura serão discutidos por técnicos durante o 1º Seminário de Ovinocaprinocultura do Extremo Sul da Bahia, que será realizado em Eunápolis, no auditório da Ceplac – no centro da cidade – no próximo dia 4 de setembro, com palestras das 08h às 16:30h.

Segundo o secretário de Agricultura do município, Everaldo Borges, um dos realizadores do evento que pretende atrair produtores, potenciais produtores e pessoas interessadas no assunto de todo o extremo sul do Estado, “o objetivo do seminário é buscar a profissionalização e a integração da cadeia produtiva da ovinocaprinocultura, além de despertar e consolidar a atividade na região”.

PROGRAMAÇÃO

A programação da manhã do 1º Seminário de Ovinocaprinocultura do Extremo Sul da Bahia prevê a apresentação de três painéis: “A Cadeia Produtiva na Ovinocaprinocultura”, apresentada pelo coordenador Estadual do Projeto Aprisco Robério Araújo; “O Agronegócio da Carne: Condições, Exigências e Perspectivas para Inserção no Grande Mercado Nacional”, a ser proferida por Roberis Ribeiro da Silva, professor da universidade Federal da Bahia; e o terceiro painel “Protocolo da Ovinocaprinocultura”, apresentado por Antonio Costa Pinto.

À tarde estão programados os debates envolvendo representantes da Bahiapec, Banco do Brasil, Governo do Estado, e a discussão de linhas oficiais de financiamentos (Desdedite Brito de Souza do Banco do Brasil, Sebastião José da Costa e Alan Andrade Luz do Banco do Nordeste); “Experiências e Resultados da Ovinocaprinocultura na Bahia, pelo presidente da Associação de Caprinos e Ovinos da Bahia, Emanuel da Silva Biscarde; e mais os painéis: “Gramíneas e Leguminosas Adaptáveis ao Extremo Sul da Bahia”, apresentado pela dra. Cláudia Paula, pesquisadora da Ceplac, e “Produção, Raças e Manejo da Ovinocaprinocultura”, pelo dr. Áureo Neves, professor da Universidade Federal da Bahia

VANTAGENS

O Nordeste brasileiro semi-árido tem sido assumido, durante séculos, como área de vocação pecuária, especialmente, para a exploração dos ruminantes domésticos. Notadamente os caprinos e ovinos, face à característica de adaptação e ecossistemas adversos que é fortemente influenciado pelos seus hábitos alimentares.

“A criação de caprinos, essencialmente nordestina – comenta Geraldo Magela, tradicional criador da região – será a redenção do Nordeste, por se tratar da região mais propícia para a sua criação, devido ao clima com baixo índice pluviométrico”. Ele acredita que em pouco mais de 10 anos o Brasil se transformará no principal produtor mundial de caprinos”.

Para o secretário da Agricultura de Eunápolis, Everaldo Borges, “estaremos firmes no mercado internacional, porque Governos federal, estadual e municipal (Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Sebrae e criadores) conseguiram enxergar que esta é a vocação natural do Nordeste, que não adianta lutar contra a natureza, só caprinos conseguem conviver com a seca”, raciocina o secretário.

CARNE SAUDÁVEL

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos divulgou as características das principais carnes e os dados evidenciam que a carne de caprinos é a de mais baixo teor calórico, e que a sua gordura saturada é 44% mais baixo até mesmo que a do frango despelado. Outros aspectos importantes da carne de caprino é o seu teor protéico similar e teores de ferro superiores as demais carnes.

Dados existentes na literatura internacional mostram que apenas 30% da gordura existente na carne de caprinos é formada por ácidos graxos saturados. A carne de caprinos, independente da idade, da raça e da região onde é produzida, apresenta uma boa fonte de proteína, com uma gordura saudável, apresentando conseqüentemente, um risco mínimo de consumo de colesterol.

Fonte: SEGOV/Depto de Imprensa e Comunicação
Jor. Resp. Rose Marie Galvão-DRT 219-BA
E-mail: comun.segov@eunapolis.ba.gov.br – Fone – (73) 281-8817 – Fax – (73) 281-5464

Fonte:

http://www.sitepopular.com.br/noticias/noticiassitepop/caprino.htm

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here