As variedades de cana devem acompanhar as mudanças no setor sucroenergético

0
6

Nos últimos 10 anos, a agroindústria canavieira passa por grandes transformações como: o período de moagem está cada vez mais extenso, começa em março e vai até dezembro; a cultura segue em direção ao Centro-Oeste, regiões que apresentam condições edafoclimáticas diferentes das tradicionais; aumento do corte mecanizado; extinção da queima; adoção do plantio mecanizado.

Essas mudanças elevam as exigências em relação às variedades de cana, que além de eretas, ricas e produtivas, deverão brotar muito bem sob palha, tolerar ataques de cigarrinhas das raízes, resistir às doenças, tolerar a seca, responder bem em solos mais fracos e ter maior longevidade, uma vez que um dos maiores custos é o da área de reforma.

O melhoramento genético é considerado um dos principais fatores agronômicos que podem contribuir para o aumento da produtividade, permitindo desenvolver variedades que se adaptem as novas exigências. Além do uso de variedades geneticamente melhoradas, a máxima produtividade em cana-de-açúcar depende, também, de um correto planejamento de plantio e de adequado manejo das variedades, as quais devem atender a exigências tanto no campo como na indústria, para maximizar lucros.

A existência de muitas variedades é uma vantagem, embora isto torne difícil a tomada de decisão, já que requer muito mais conhecimento do produtor acerca das opções disponíveis. Para prover esses conhecimentos, o Grupo IDEA realizará a 5ª edição do Grande Encontro Sobre Variedades de Cana de Açúcar, que acontecerá nos dias 21 e 22 de setembro de 2011 no Centro de Cana do IAC em Ribeirão Preto.

 

Fonte: http://dibnunes.wordpress.com/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here