Embrapa concede homenagem a pioneiros da raça Brangus

0
23
Bucciarelis

Embrapa Pecuária Sul entregou a homenagem Pioneiros da Raça Brangus, a seis dos criadores precursores da raça no Brasil

A Embrapa Pecuária Sul entregou, nesta segunda-feira (26/08), a homenagem Pioneiros da Raça Brangus, a seis dos criadores precursores da raça no Brasil. A condecoração foi realizada durante a 42ª edição da Expointer, que ocorre no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, até o dia 1º de setembro.

Os homenageados foram: Pedro Antônio Teixeira, Antônio Martins Bastos Filho, Belchior Silva Dias, Eduardo Macedo Linhares, Ricardo Bastos Telechea e Cláudio Antônio Bitencourt Caldas.

Fizeram a entrega das homenagens, por parte da Embrapa Pecuária Sul, o chefe de Transferência de Tecnologia, Gustavo Silva, e os pesquisadores Marcos Yokoo e Joal Leal.

Homenageados destacam importância do reconhecimento

Filho de José Moacir Teixeira, Pedro Antônio Teixeira é o presidente da JMT Agropecuária, localizada em São Gabriel (RS), onde trabalha há mais de 30 anos com a raça Brangus. “Estou muito feliz com essa homenagem. Esse foi um trabalho que começou com seu José Moacir Teixeira, com alguém acreditando na raça Brangus. Quando ele começou, buscou essas informações sobre que raça ele teria mais afinidade de fazer um criatório e acertou com a raça Brangus. E a Cabanha JMT, como uma das pioneiras, que iniciou lá com o Ibajé, com o núcleo da Embrapa, está aí com um criatório muito importante, com leilões anuais que nós operamos, e a raça efetivamente tem qualidades maravilhosas”, destacou.

Proprietário da Cabanha São Bibiano, em Uruguaiana (RS), Antônio Martins Bastos Filho representa uma propriedade existente desde 1926, e que cria a raça Brangus há quase quatro décadas. “Tenho 38 anos de criação da raça Brangus e sempre me dediquei e acreditei na raça. Sempre participamos dos eventos importantes da raça, nas assembleias, nos pleitos para levar essa raça para o Brasil central. Então me sinto muito agradecido pela homenagem e por todos aqueles que ajudaram essa raça a crescer. É uma raça estabelecida em todo o Brasil, provavelmente uma das raças que mais vende touros, com uma abrangência nacional muito importante”, destacou.

Ex-presidente da Associação Brasileira de Brangus, Belchior Silva Dias é, também, um dos mais importantes nomes para a consolidação da raça Brangus no Brasil. “Foi uma felicidade muito grande receber essa homenagem, assim como foi uma felicidade presidir a raça Brangus, foi um trabalho que se fez juntamente com uma equipe muito determinada, com objetivos, alguns difíceis de serem alcançados, mas posso dizer que fomos felizes nessa empreitada, tanto que os resultados estão aí. O Brangus, que ocupava um espaço apenas no Rio Grande do Sul, é uma raça que hoje está em praticamente todo o Brasil, e é reconhecida internacionalmente”, destacou.

Proprietário da GAP Genética, hoje com sede em Uruguaiana (RS) e Jaciara (MT), Eduardo Macedo Linhares foi pioneiro, na década de 1990, na criação de Brangus no Brasil central. “Na qualidade de pioneiro, tenho uma grande satisfação de ter introduzido a raça Brangus no Mato Grosso, no Brasil central. Fizemos isso com muito carinho, com muito amor, e hoje vemos o tamanho que se tornou a raça no Brasil todo. Fico muito agradecido com esse reconhecimento”, destacou.

A família Tellechea, representada na homenagem por Ricardo Bastos Tellechea, também tem grande tradição na criação do Brangus e contribuiu para difusão e consolidação da raça. “Essa homenagem tem uma importância muito grande, pois minha família sempre acreditou na raça, desde o começo. Então para nós é uma satisfação sermos reconhecidos como pioneiros e estarmos aqui, nos 40 anos de registro da raça Brangus, recebendo essa distinção”, destacou.

Primeiro presidente da Associação Brasileira de Brangus, Cláudio Antônio Bitencourt Caldas é, também, um dos mais importantes nomes para o fortalecimento da raça ao longo dos anos. “É uma glória receber essa homenagem, porque o Brangus é hoje uma das raças mais importantes no Brasil. Fui o primeiro criador, o primeiro presidente da associação, eu tenho 55 anos de cabanha de Brangus e é uma honra gigantesca ter esse reconhecimento aqui na Expointer”, destacou.

Brangus, a Raça Técnica

Pela manhã do dia 26 de agosto aconteceu o Workshop Brangus, a Raça Técnica, que contou com a palestra do pesquisador da Embrapa, Marcos Yokoo. Na oportunidade, o pesquisador apresentou o projeto Genômica Brangus – Convênio entre a Embrapa, ABB e programas Natura, Promebo e Geneplus.

Fonte AGROLINK