Argentina prevê recorde em próxima safra de trigo – que poderia ser maior sem direitos de exportação

0
9
Pezibear (CC0), Pixabay

A safra de trigo 2019/20 na Argentina, cujos trabalhos de plantio terão início em maio, poderia ter um novo recorde produtivo: 20,6 milhões de toneladas.

Publicado em 11/04/2019

Na última safra, 2018/19, foram 19 milhões de toneladas alcançadas e a previsão de um novo recorde para 2019/20 representaria um crescimento de 8,4%.

O dado foi divulgado pela Bolsa de Cereais de Buenos Aires em uma coletiva de imprensa a respeito da próxima safra de inverno.

Segundo Esteban Copatí, chefe de Estimativas Agrícolas da entidade, o trigo poderia crescer 200.000 hectares, somando 6,4 milhões de hectares. Se trata de uma melhora de 3,2% e da maior superfície dos últimos 18 anos.

Contudo, em setembro do ano passado, quando todo o cereal já estava plantado, o Governo fixou direitos de exportação, as chamadas retenciones, de AR$4 por dólar exportado para o trigo e outros produtos. Se estas não existissem, a Bolsa acredita que a área poderia ser estimada em 6,7 milhões de hectares, com 1 milhão de toneladas a mais em produção e 500 mil toneladas adicionais de exportação.

Tradução: Izadora Pimenta

Fonte Notícias Agrícolas