Aquicultura é alternativa para áreas degradadas, afirma especialista

0
7

20/11/2013

A aquicultura, ou seja, produção de organismos aquáticos, como a criação de peixes, moluscos, crustáceos e anfíbios, é uma alternativa para áreas degradadas, que podem ser aproveitadas na construção dos tanques.

A afirmação é do professor da Universidade Estadual de Maringá, Ricardo Pereira Ribeiro, durante o 1º Workshop do Fórum de Pesquisas Agropecuárias de Mato Grosso do Sul, realizado no auditório da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Sistema Famasul). O evento é direcionado a pesquisadores, professores, entidades representativas dos atores do mercado agropecuário (produtores, indústria, comércio e governo) e estudantes do setor.

“Ao usar as áreas degradadas na construção de tanques e viveiros, dificilmente  o produtor não conseguirá licenças ambientais para a construção de tanques em sua propriedade”, ressaltou o professor que trouxe a opção de criação do pintado amazônico, resultado do cruzamento do Surubim (Pintado) com o Jundiá da Amazônia

“A primeira vantagem está no nome comercial do peixe que traz valor agregado por ser amazônico e é sinônimo de qualidade ao ser tratado como pintado”, ressalta Ribeiro. Entre outros benefícios citados pelo palestrante, está o fato de que o peixe é estéril, ou seja, sobrevive na natureza sem procriar, reduzindo impacto ambiental. Além disso, o pescado é onívoro, ou seja, consome alimentos de origem vegetal ou animal, reduzindo o gasto enérgico.

O FPPAgro vai até o dia 20 de novembro. Na programação desta quarta-feira, além da experiência da Universidade do Texas em relação à integração entre academia e o setor produtivo que será tratado pelo professor Daniel Hale, serão abordados a alternativa para o manejo do javali e o papel da indústria na agropecuária. Veja a programação completa:www.famasul.com.br/fppagro.

O Fórum foi criado em 2012 sob a coordenação do Sistema Famasul e da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect) e tem como objetivo maior criar e manter um sistema de governança unificado sobre a ciência, tecnologia e inovação do setor agropecuário de MS. Conheça a programação completa do FPPAgro: http://famasul.com.br/fppagro/

Fonte: Agrolink