Alimento orgânico não é necessariamente saudável, diz Mulet

0
3
jill111 (CC0), Pixabay

14/02/2019

O bioquímico e divulgador científico José Miguel Mulet afirmou que um alimento orgânico não é necessariamente saudável. O portal RT publicou uma entrevista em que o especialista analisa a realidade dos alimentos, o conceito de produto “natural” e a realidade dos alimentos transgênicos e orgânicos.

O cientista lembra que o homem selecionou as melhores sementes desde as origens da agricultura e que ele tem domesticado as plantas por processos artificiais, desde cruzamentos e hibridações até a mutação do DNA com técnicas como radioatividade ou produtos químicos. “Praticamente tudo o que podemos comprar em um verdureiro vem de plantas silvestres que não se pareciam com nada no momento”, comenta.

Ele explica que praticamente tudo o que comemos é artificial, mas isso não significa que seja pior. “Se agora tivéssemos que alimentar 7 bilhões de pessoas com plantas neolíticas, as pessoas morreriam de fome”, diz Mulet. O especialista acredita que a publicidade está vendendo o conceito “natural” como algo positivo quando na verdade não é. “Para vender você não precisa de dados científicos, você tem que apelar para as emoções (…) A palavra ‘natural’ vende muito”, explica

Mulet diz que a comida orgânica também tem uma indústria por trás e lembra que o rótulo “ecológico” se refere apenas a como o produto foi produzido, não a sua qualidade. Os transgênicos, segundo ele, também entram nessa luta comunicativa do mercado alimentar. “Um assunto em que a realidade científica está muito separada da percepção social, possivelmente por culpa dos cientistas que não conhecíamos meios de comunicar o que estamos fazendo”, conclui.

 

Fonte: Agrolink