Adubação do feijoeiro cultivado no norte de Minas Gerais com nitrogênio e fósforo

0
5
20/07/11
Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a resposta da cultura do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L), cv. Carioca Precoce, à adubação com nitrogênio (N) e fósforo (P), cultivado no norte de Minas Gerais. O experimento foi realizado na safra do inverno-primavera de 2008, com delineamento experimental de blocos casualizados e três repetições. Os tratamentos foram organizados segundo esquema fatorial 4×4, sendo quatro doses de N: 0, 70, 140 e 210 kg ha- 1 e quatro doses de P: 0, 100, 200 e 300 kg ha-1 de P2O5. A ureia e o superfosfato simples foram utilizados como fontes de N e P, respectivamente. O incremento das doses do fertilizante nitrogenado reduziu linearmente o estande inicial de plantas de feijão, sem influência das doses de fósforo. O número de vagens por planta foi o único componente de rendimento influenciado pela aplicação dos fertilizantes, unicamente para doses de N, com número máximo na dose de 108 kg ha-1 de N. Houve resposta quadrática da produtividade de grãos às diferentes doses de N e P, sendo a máxima produtividade (1.528 kg ha-1) alcançada com 98 kg ha-1 de N e 201 kg ha-1 de P, sem haver interação entre eles.

Veja o artigo na integra clicando aqui.

Autores: Tarciana de Oliveira Viana, Neiva Maria Batista Vieira, Guilherme Borém Lobato Moreira, Renata Oliveira Batista, Saul Jorge Pinto de Carvalho, Heverton Fernandes Ferreira Rodrigues

 

Revista Ceres