Adoção de novas práticas de manejo aumenta produtividade das lavouras

0
10

Adoção de novas práticas de manejo aumenta produtividade das lavouras Aumento da produtividade do café em cerca de 30%, redução do custo de produção em torno de R$ 13,00 em cada saca do produto beneficiado e índice de 82% de adoção de boas práticas agrícolas, como adubação equilibrada e manejo integrado de pragas e doenças.

Estes são alguns dos resultados do projeto “Treino & Visita”, desenvolvido no Paraná, A metodologia criada pelo Banco Mundial e adaptada à realidade brasileira a partir de 1996 pelo Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e Embrapa Soja.

O coordenador de Difusão de Tecnologia do Iapar, Marcos Valentim Ferreira Martins, aponta que o foco do projeto está na interação entre a pesquisa, a assistência técnica e produtores rurais, com a formação e treinamento de técnicos multiplicadores que repassam as tecnologias e tornam a cafeicultura mais competitiva e sustentável.

“Depois de quase dez anos do início do programa, a articulação entre os elos da cadeia produtiva é exemplar, principalmente entre a pesquisa e a extensão, com reflexos no desempenho dos cafeicultores, o que se reflet ena produtividade das lavouras e na redução dos custos de produção”, destaca.

Edson José Trento, especialista em cafeicultura da Emater e membro do Núcleo de Transferência de Tecnologia do CBP&D/café, avalia que o programa motiva o estabelecimento de parcerias, o que faz com que o conhecimento científico gerado nos centros de pesquisas migre para o campo.

“O trabalho em rede torna mais ágil o processo de transferência e adoção de tecnologias e influi diretamente na elevação da renda, melhoria da preservação ambiental e do ambiente produtivo dos cafeicultores atendidos pelo projeto, avalia José Trento. Os treinamentos acompanham o calendário da cultura.

No Paraná, o projeto “Treino & Visita” atende primordialmente grupos de pequenos produtores, com lavouras de até cinco hectares e mão-de-obra familiar.

Neste sistema, os produtores recebem orientações sobre o correto manejo da cultura, que por sua vez fornecem aos pesquisadores e técnicos os resultados e dificuldades para adoção das tecnologias. (Iapar)

NÚMEROS

80% Das lavouras de café no Estado são tocadas por agricultores familiares

Fonte: http://www.revistacafeicultura.com.br/index.php?mat=8242&tipo=ler

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here