Adepará regulariza mais um laticínio no sudeste do Pará

0
7

12/11/2013

A Laticínio Lethe, empreendimento localizado no município de Curionópolis, no sudeste do Pará, é a 29ª empresa paraense de laticínio a obter o registro do Serviço de Inspeção Estadual (SIE), emitido pela Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará). Com a certificação, a empresa está habilitada a comercializar sua produção em todas as regiões do Estado.

Além de beneficiar o produtor com a expansão do negócio, a regularização de produtos de origem animal garante uma oferta de produtos de qualidade para o consumidor, além de contribuir para a geração de emprego e renda, ressaltou a fiscal da área de Defesa Agropecuária, Janete Viegas, da Gerência do Serviço de Inspeção Estadual (GSIE). “A regularização é uma necessidade das empresas processadoras, tendo em vista o crescimento das divisas econômicas do Estado. Assim, o proprietário fica livre para transitar com o produto por todo o Estado, contribuindo diretamente para aumento na oferta de emprego e renda à população do entorno do empreendimento”, frisou ela.

Janete Viegas e os fiscais agropecuários Ana Cristina Veloso e Sérgio Amaral estiveram em Curionópolis na última sexta-feira (8), para ministrar uma palestra aos proprietários e funcionários da empresa, sobre a importância da fiscalização da Adepará nas indústrias de produtos de origem animal. “Acreditamos que cada empresa formalizada no SIE é um estímulo e exemplo para as que ainda trabalham na informalidade”, afirmou Ana Veloso.

Controle – O Serviço de Inspeção Estadual tem por finalidade inspecionar, fiscalizar e controlar a higiene e as condições sanitárias dos produtos, bem como cadastrar e credenciar os estabelecimentos que comercializam, produzem, armazenam e beneficiam produtos de origem animal, para garantir uma oferta de produtos de qualidade ao consumidor.

O serviço é importante ao agronegócio, devido ao amplo leque de atuação na cadeia produtiva da pecuária. Além de garantir a qualidade dos produtos de origem animal, a inspeção permite o aproveitamento racional e completo dos produtos e derivados, minimizando a agressão ao meio ambiente.

Fonte: Agência Pará
Autor: Claudiane Santiago