Suinos

Yorkshire

 

A raça também é conhecida como Large White. A história dessa raça mistura-se com a própria história da Inglaterra de onde é originária. No início do século XVI a população de suínos grandes e brancos cresceu muito no país e a sua criação era feita em todos os locais e até nas cidades. Nas cidades para regular os procedimentos, estabeleceu-se até um dia ( todo sábado) para a limpeza de todas as pocilgas. Neste dia era permitido soltar os animais nas ruas no período do meio dia até ás 6 da tarde para que pudesse ser feita a higienização correta. Na década de 1770 alguns exemplares de porcos chineses chegaram a Inglaterra. Houve o cruzamento desses animais com os nativos. Os criadores do norte da Inglaterra, buscando um porco maior e com carne mais rosada, adotaram esses animais mestiços como padrão e surgiu o Yorkshire, que tem esse nome por ter sido nesse condado onde foi desenvolvida a raça. Dois grandes melhoradores da raça foram N.Wainman de Carhead, distrito de Kneighley e R.E Duckering, conde de Radnor. Em 1851, Joseph Luley também adotou a raça e em 1851 expôs um lote desses animais que atraiu muita atenção dos outros criadores. Com o sucesso, na década de 1860, alguns exemplares foram exportados para a França, Estados Unidos e Canadá. Em 1883 foi criada uma associação para cuidar do livro de registros dos animais da raça que é a que tem maior número de animais em todo o mundo. O primeiro livro de registro da raça foi iniciado em 1901 nos Estados Unidos, por iniciativa de A.G. Wilcox e Thomas Shawn da Universidade de Minnesota.. São animais de grande porte, volumosos e de pelagem branca. Um cachaço pode pesar até 500 quilos. Têm a cabeça mediana, ligeiramente côncava; focinho largo; orelhas medianas dirigidas para frente; tronco comprido, alto e bem arrendondado, pernas curtas, mas bem musculosas.

 

Fonte: http://stravaganzastravaganza.blogspot.com/2011/05/principais-racas-de-suinos-do-mundo.html