Pecuária

Via Tecnológica do Leite é novidade na Expofred 2016

30/05/2016

A bovinocultura de leite, importante atividade presente em todos os municípios da região Norte do Estado, responsável pela maior produção de leite do RS, é uma das novidades da Expofred 2016, Feira Multissetorial de Frederico Westphalen. Neste ano, a Feira apresenta a Via Tecnológica do Leite, com destaque ao ?Caminho do Leite?, espaço que contempla os importantes setores envolvendo a atividade leiteira. Na tarde de sexta-feira (27/05), produtores e estudantes de toda a região visitaram o espaço e acompanharam explicações sobre cada setor.

A iniciativa de destinar um espaço na Feira à bovinocultura de leite partiu da Emater/RS-Ascar, que buscou apoio das entidades locais para promover esse setor. Com a parceria da Universidade Regional Integrada (URI), Cotrifred, Agrobella, Refrigeração Moraes, Irrigafértil e empresa Tapajós, que fornece equipamentos para sala de ordenha, foi possível organizar um espaço que contempla diferentes etapas da atividade leiteira, como manejo de ordenha e qualidade do leite, armazenagem de grãos e alimentos conservados, pastagens anuais de inverno e perenes de verão, criação da terneira, nutrição e sanidade do rebanho leiteiro.

“Nossa proposta é mostrar as etapas que envolvem a atividade leiteira, apresentando as novidades e orientações a cerca desse processo. Dessa forma, buscamos valorizar a atividade leiteira, tão importante para nossa região, tanto para geração de renda, garantia da qualidade de vida e da sucessão rural. A bovinocultura de leite tem muito a crescer e o nosso trabalho é levar informação ao produtor. Aqui na Feira conseguimos mostrar uma pequena parte daquilo que fazemos nas propriedades rurais para desenvolver a atividade leiteira”, explicou o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Jeferson Vidal Figueiredo.

Diferentes variedades de pastagens de inverno e pastagens perenes de verão foram apresentadas pelos técnicos em agropecuária da Emater/RS-Ascar, Carlos Ruviaro e Evandro Schnell, que explicaram suas características de cultivo, manejo e benefícios de implantação. O agrônomo Jeferson explanou sobre criação da terneira, ressaltando os cuidados e procedimentos necessários e destacando as vantagens da criação de terneiras para os produtores de leite.

Os engenheiros agrônomos da Emater/RS-Ascar, Fernando de Rossi e Maicon Bisognin, ficaram responsáveis pelo espaço destinado à secagem e armazenagem de grãos e alimentos conservados, como silagem. Eles enfatizaram as vantagens que o agricultor tem ao investir na construção de um silo em sua propriedade, como a economia com o transporte e a manutenção da qualidade do grão.

Até domingo (29/05), o público poderá visitar a Via Tecnológica do Leite, no Parque de Exposições Monsenhor Vitor Batistella, e receber orientações sobre a atividade leiteira.

Fonte: Emater – RS