Variedades

Variedades mais comuns da Laranja

Originária das regiões tropicais e subtropicais do continente asiático e do arquipélago malaio, a laranjeira foi introduzida no Brasil pelas primeiras expedições colonizadoras, provavelmente na Bahia.

Se estabeleceu, principalmente na região Sudeste do Brasil, proporcionando, nos idos de 1911 as primeiras exportações para a Argentina.

A laranja é muito conhecida por ser rica em vitamina C, que fornecida ao nosso organismo, auxilia na resistência a infecções, na cicatrização de feridas e queimaduras, além de beneficiar a gengiva. Entretanto, muitos outros benefícios ainda são proporcionados pela laranja, através do cálcio no fortalecimento da estrutura óssea, do fósforo na absorção da glicose, das fibras no funcionamento intestinal, da pectina na redução do colesterol e dos sais mineirais na neutralização do ácido úrico.Assim, o consumo da laranja reduz o risco de enfarto, de dores reumáticas e da gota.

Clique na imagem para ampliar

Morfologia da Laranja

São muitos os cultivares e suas características são distintas, proporcionando grande variedade de tamanhos, cores, e sabores aos frutos, desde os levemente ácidos das laranjas “Lima Verde” e “Lima Sorocaba”, até o sabor mais ácido da “Natal” ou da “Valência”‘. O número de sementes pode também variar, sendo praticamente nulo nas variedades “Baía” e “Baianinha”. Também são distintas suas épocas de produção, possibilitando assim a oferta de laranjas frescas o ano todo.

A laranja é a fruta de maior produção e maior consumo no Brasil e a mais barata fonte de vitamina C. A adoção da Norma de Classificação da Laranja trará confiabilidade e transparência à comercialização, garantindo maior rentabilidade para o produtor e um produto de menor preço e melhor qualidade para o consumidor.

VARIEDADES MAIS COMUNS


Laranja Hamlin


Laranja Baía


Laranja Rubi


Laranja Pera


Laranja Natal


Laranja Valência


Laranja Lima

DEFEITOS GRAVES


Dano Profundo na Laranja

Dano Profundo

Qualquer lesão, de origem mecânica, patológica ou entomológica, que atinja o albedo (mesocarpo) do fruto.

Podridão


Podridão na Laranja

Processo microbiológico que cause qualquer grau de decomposição, desintegração ou fermentação dos tecidos.

Passado

Fruto que apresenta alteração típica de sabor, característica do estagio sobremaduro.

MANCHAS

São consideradas manchas, qualquer alteração da coloração original da casca (pericarpo) da laranja, não importando a origem desta alteração. Elas são divididas em dois grupos Mancha Difusa e Mancha Profunda.

Manchas Difusas

São aquelas que não encobrem a cor original da casca da laranja, permitindo a sua perfeita visualização. Trata-se de um conjunto de pequenas manchas.

Mancha Difusa Nível 1

É aquela que tem uma área de cobertura de até 30% da superfície do fruto.

Mancha Difusa Nível 2

É aquela que tem uma área de cobertura maior do que 30% da superfície do fruto.

Manchas Profundas

São aquelas manchas que não permitem a visualização da cor original da casca do fruto, não importando a origem. Incluem-se aí os danos cicatrizados, as lesões patológicas, entomológicas e de ácaros que não atingiram o albedo.

Mancha Profunda Nível 1

Quando a mancha atinge uma superfície total, contínua ou alternada, de até 2 cm2.

Mancha Profunda Nível 2

Quando a mancha atinge uma superfície total, contínua ou alternada, maior do que 2 cm2

Fonte: www.hortibrasil.org.br