Variedades

Uma nova cultivar de soja transgênica

Por Ricardo Montalván Del Águila

A Embrapa e a sua parceira no Nordeste, a Fundação de Apoio à Pesquisa do Corredor de Exportação Norte ”Irineu Alcides Bays” – FAPCEN, indicam a cultivar de soja BRS 325RR para as regiões sul do Maranhão, sudoeste do Piauí e norte do Tocantins.

A cultivar BRS 325RR foi selecionada em avaliações preliminares entre linhas de progênies, oriundas de populações segregantes conduzidas em Balsas, MA. A partir da safra de 2006/2007 passou a compor os ensaios de avaliação final, nos estados do Maranhão, Piauí e Tocantins. Os dados de Valor de Cultivo e Uso (VCU) foram obtidos dos ensaios de avaliações finais instalados em delineamento de blocos ao acaso com quatro repetições e semeados nas safras 2006/2007, 2007/2008 e 2008/2009 no Maranhão (Balsas, Tasso Fragoso, São Raimundo das Mangabeiras e Chapadinha), no Piauí (Baixa Grande do Ribeiro e Uruçuí) e no Tocantins (Campos Lindos e Pedro Afonso), totalizando 24 ambientes.
Pelos dados de VCU, observou-se que a BRS 325RR é uma cultivar do grupo de maturidade 9.0 (ciclo médio), com elevado potencial produtivo. Possui tipo de crescimento determinado, cor da flor roxa, cor da pubescência marrom, semente esférica com tegumento amarelo fosco e hilo marrom, peso médio de 100 sementes de 14,0g. Possui altura média de plantas de 69,0 cm e boa resistência ao acamamento. É indicada para o cultivo em áreas com altitude acima de 400,0 m, em função do crescimento limitado. Sob condições de estresse ambiental, como temperaturas altas e déficit hídrico, principalmente em menores altitudes (< 400,0 m), a cultivar pode apresentar limitado desenvolvimento vegetativo inicial de plantas e florescimento mais precoce.
A cultivar apresenta como características importantes a tolerância ao herbicida glifosato – sendo uma opção para o manejo de áreas com elevada infestação de plantas daninhas, alto potencial produtivo e resistência às principais doenças da soja.
A seguir considerações a respeito da produtividade de grãos a partir de informações das safras 2006/2007, 2007/2008 e 2008/2009. A BRS 325RR apresentou média de produtividade de 3.345 kg/ha (55,75 sc/ha), a BRS 278RR de 3.272 kg/ha (54,53 sc/ha) e a M9056RR de 3.198 kg/ha (53,30 sc/ha). Com estes resultados, é possível verificar que a cultivar em lançamento possui rendimentos competitivos em relação às cultivares que já estão no mercado, tornando-se, desta forma, uma excelente opção de material transgênico.
Recomenda-se a semeadura da BRS 325RR no sul do Maranhão, sudoeste do Piauí e norte do Tocantins, na época recomendada (de novembro a 15 de dezembro), em solos de alta fertilidade e lavouras de alta tecnologia e utilizando-se populações de 200 a 230 mil plantas/ha. As sementes da cultivar BRS 325RR estarão disponíveis para o produtor em 2012 e comercializadas pela FAPCEN (fone (99) 3541-4404; falecom@fapcen.com.br)
*Pesquisador da Embrapa Meio-Norte
aguila@cpamn.embrapa.br
Embrapa Meio-Norte

Fonte: http://www.agrolink.com.br/culturas/soja/artigo/uma-nova-cultivar-de-soja-transgenica_127799.html