Trigo

Trigo: Volta das chuvas ao Sul dos EUA pressiona cotações

19/09/2017

A melhora nas condições para o plantio do trigo de inverno no sul dos Estados Unidos pressionou a bolsa de Chicago nesta segunda-feira (18.09). Nem os dados da queda na exportação australiana e a perca de competitividade das exportações russas reverteram as perdas, comenta a Consultoria Trigo & Farinhas.

O trigo caiu 1,4% (para US$ 4,43 por bushel) com entrega em dezembro 17, apesar das evidências da queda de competividade para exportação do trigo russo e da confirmação da redução da exportação Australiana. O preço no Mar Negro para o trigo com 12,5% de proteína, com entrega em setembro, custa US$ 185 por tonelada, aumentado em US$ 2 em relação a semana passada, segundo a consultoria Ikar. A SovEcon também indica US$ 185 para o grão, porém calculou a alta em apenas US$ 1 por tonelada na semana. Os custos do trigo russo subiram junto com o Rublo mais valorizado nos últimos dias.

Do lado da Austrália, a Abares (Departamento de Agricultura Australiano) reduziu em 2,7 milhões de toneladas na sua perspectiva de exportação de trigo na safra 2017-18, de junho 17 a junho 18. Com o número revisado para 18,15 milhões de toneladas, a Abares calcula um resultado menor que o último relatório do USDA, que previa 18,50 MT para as exportações de trigo australianas e em 4 MT a menos que a temporada passada.

“Esse dois fatores positivos para o trigo americano foram anulados hoje pelas chuvas no final de semana que devem restaurar a umidade do solo e incentivar o plantio de trigo nas planícies do sul dos EUA. Essa área é fundamental para o trigo de inverno e estava sofrendo com a seca que atinge parte do território americano”, comenta o analista júnior da T&F, Luiz Fernando Pacheco.

Fonte: Agrolink