Custo de Produção

Transporte de cana pode impactar até 31% do valor total de CTT de uma usina

06/11/2017

O transporte de cana impacta diretamente nos custos de uma usina, representando 31% do valor total de CTT – Corte, Transbordo e Transporte ou 11% do custo total com matéria-prima. Esta soma chega a ultrapassar 60% de todo o custo industrial da empresa. Os dados são do consultor e sócio proprietário da RPA Consultoria, Ricardo Pinto. Ele afirma que, para reduzir os desperdícios, é preciso muito engajamento e mudanças de paradigmas, algo que pode ser realizado com pouco investimento e em pouco tempo.

Ricardo é especialista nesta questão e explica que, como a indústria não pode parar de funcionar por falta de cana durante a safra, é normal encontrar usinas com excesso de caminhões. “Para reduzir isso, é necessário simular a programação de colheita de cada usina em diferentes cenários, inclusive buscando oportunidades de modalidades de transporte ou redução de tempo na lavoura e/ou na indústria, para se chegar na frota mínima de caminhões, que gerará alto desempenho”, esclarece o consultor.

O sistema pode ser melhorado, segundo Ricardo, construindo modelagens matemáticas de entrega de cana pelos caminhões ao longo da safra, aprimorando pontos, com ou sem investimento inicial por parte da usina. “Este trabalho hoje só é possível via consultores experientes e conhecedores de toda a logística do CTT”, afirma.

A metodologia de transporte de cana de alto desempenho e baixo custo será o tema discutido pelo especialista na Sala de Controladoria, Planejamento e Custos do 10º Congresso Nacional da Bioenergia, que acontece no campus da UNIP, em Araçatuba, nos próximos dias 22 e 23 de novembro. Neste painel, será possível entender os conceitos, avaliar quais são os maiores entraves do sistema e como ele deve ser aplicado para obter melhor retorno.

Fonte: UDOP – União dos Produtores de Bioenergia