Pecuária

Tocantins registra crescimento de 3% no abate de bovinos

20/12/2017

O Tocantins já comemora o crescimento de 3% no número de abates de bovinos, envolvendo mais de 1,05 milhão de animais de janeiro até o dia 18 de dezembro deste ano, em comparação com o ano de 2016, onde foram abatidos em torno de 1,02 milhão animais. O levantamento foi realizado pela Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), baseado na emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), destinada a essa finalidade, com direcionamento para frigoríficos registrados nos serviços de inspeção municipal, estadual e federal.

Outro dado está relacionado à quantidade de animais que saíram do Tocantins para serem abatidos em outros estados, mostra que em 2016, foram enviados 27.151 animais e, em 2017, até o momento, foram 33.414 animais, uma diferença de 18,74%. Já os animais que vieram de outros estados para serem abatidos aqui em 2016 somam 46.383 animais, sendo que, em 2017, foram 10.265, uma redução de entradas de aproximadamente 78%. “As informações demonstram que, mesmo diante das dificuldades em todos os setores do País, o Tocantins continua avançando e esse crescimento mostra a força que vem do campo e possibilita oportunidades de negócios”, avaliou o presidente da Adapec, Humberto Camelo.

O Estado conta com aproximadamente 8,8 milhões de bovinos e bubalinos. Para o abate interno, foram emitidas 58.673 GTAs em 2016; e 60.079 em 2017 no período citado acima. Na evolução do rebanho, comparando ao ano de 2016, em que eram 8.654.426 animais e, na deste ano, que registrou 8.801.513 bovídeos, incluindo o rebanho da Ilha do Bananal, houve um crescimento de 1,67%. “Temos um controle rígido, visando garantias sanitárias na produção, uma vez que estamos habilitados a exportar carne para mais de 130 países”, explicou a diretora de Defesa, Sanidade e Inspeção Animal da Adapec, Regina Barbosa.

Exportações

De acordo com os dados fornecidos pela Superintendência Federal da Agricultura (SFA/TO), o Tocantins exportou, em 2016, aproximadamente 33 mil toneladas de carnes e subprodutos para diversos países. Este ano, de janeiro a 30 de outubro, já foram exportados 27,5 mil toneladas desses produtos.

Fonte: Agrolink